Material para estudo - Temas diversos

25. set, 2019

Sempre fui e sou extremamente curioso e esta curiosidade me torna observador e desejoso de respostas. Sou muito sensível às pessoas, aos olhares, aos gestos, às ações nem sempre visíveis para muitos. Por que isto? É simples: Deus nos fez uma usina maravilhosa conectada a ELE. Assim como as artérias, músculos, nervos e milhares de micros organismos que compõem nosso corpo físico organizados nesta nossa estrutura óssea nos fazendo movimentar mecanicamente, sem falar nos pensamentos e sentimentos que envolvem nossa psique preservados em nossa mente nem 5% ainda explorada.

DEUS? Ele é a força motriz e sua natureza exala amor - tudo nEle desenvolve, pois o amor é responsável por criar e preservar. DEle emana tudo e chega perfeito em todos os lugares com retidão e cuidado.

DEUS trabalha na FREQUÊNCIA do amor e sua perfeição é tão gigante que não interfere em nada criado se houver desejo de ampliação. Ele não se preocupa com a criação pela complexidade da mesma. Não a podemos desmerecer e, ao contrário, Deus sempre soube que tudo criado por Ele e para Ele, de uma forma ou de outra, se restaurará voltando para Ele que o fez, assim nos fala Salomão em Cantares.

Existem FREQUÊNCIAS RUINS? Sim. Todas as ferramentas existentes e não utilizadas adequadamente para trabalhar se tornam em energia ruim, pois quando não trabalhada ou usada com sabedoria, se torna nociva ao seu próprio dono.

Tudo que tem vida é energia da criação. A evolução ou as invenções dos homens também são ferramentas importantes, pois envolvem ESCOLHAS. Aquele que não descobre o amor da criação, sem dúvida, cairá nos desvios escolhidos da evolução, pois somente o amor multiplica com sabedoria e com pluralidade.

Passei por uma semana de dor física e hospitalizado e descobri que nos hospitais, presídios, religiões ou em tudo onde existe carência, pois quem busca em qualquer lugar soluções a não ser em suas próprias ferramentas ligadas a Ele, tem FREQUÊNCIA BAIXA. Eu vi e senti isto no hospital, pois ali fiquei atento a tudo e a todos. Ninguém me ouviu dizer inconformado ou chorando, fui chorar somente hoje, porém agradecido.

Com essa experiência do trauma físico, eu, em todo tempo, estava alerta usando o humor para neutralizar a dor. Mas algo me chamou a atenção, notei que em lugares de dor física, psicológicas, ou lugares onde buscamos fora o que existe em nós, são lugares de FREQUÊNCIAS ativas, fortes, mas sem o SELO DO AMOR. Então, podemos chegar a sofrer, portanto vamos buscar em nosso MANUAL, o EVANGELHO, o caminho certo que é JESUS.

CRISTO é a cabeça da IGREJA e nós somos membros conectados nEle. Temos nEle a vida (João 1). Se houver dois ou três reunidos nEle, Ele ali se faz presente.  Vocês se lembram da FREQUÊNCIA no Getsêmani? O suor do MESTRE se transformou em sangue e fez Pedro, Tiago e João dormirem em plena agonia do MESTRE.

Pensem bem, observem, vigiem e desenvolvam boa frequência.

Bom estudo para vocês! E muita paz para todos nós.

Por Israel Sarlo

 

 

20. ago, 2019

“O TEMPO não para no Porto; O TEMPO não apita na curva e O TEMPO não espera ninguém.”

Reclamamos muito de nossa FALTA DE TEMPO será que o TEMPO só passa por nós quando de verdade alguma coisa nos está distraindo? O TEMPO só passa quando nada de produtivo fazemos, pois quando estamos atentos ao TEMPO, este não passa vazio, pois está cheio com nossas ocupações.

Tem um texto que gosto muito, o qual tem um sentido profundo a respeito do tempo: “Me ensine a contar meus dias (feito no tempo) para que eu alcance coração sábio”. (Salmos 90:12)

O mundo é cheio de distrações e o TEMPO nos pega quase sempre distraídos:

DISTRAÍDOS NO QUE VEMOS;

DISTRAÍDOS NO QUE OUVIMOS;

DISTRAÍDOS NO DEGUSTAMOS;

DISTRAÍDOS NO QUE TATEAMOS e

DISTRAÍDOS NO QUE SENTIMOS.

O TEMPO só quer encontrar estas portas (citadas abaixo) para entrar e fazer seu trabalho “nas demais coisas” para que o “REINO E JUSTIÇA DE DEUS” funcione em nossas vidas.

NOSSO CORAÇÃO = MENTE, VONTADE, EMOÇÃO e CONSCIÊNCIA tem muita relação com os CINCO SENTIDOS que O TEMPO USA. Tanto os SENTIDOS como o CORAÇÃO tem no LIVRE ARBÍTRIO seu norte e quem o norteia são nossas decisões/escolhas, o nosso acertar ou errar.

Vamos, com ALEGRIA “REMIR O TEMPO?”  Vamos deixar nossas razões e discutir direitos e deveres? Lembrando que nossos direitos e deveres jamais anulam direitos e deveres dos outros. Perdemos nossos direitos e deveres quando não respeitamos os outros e para isto acontecer, por que não conversar sobre as razões também dos outros?

Abaixar a bola pode dar gol, nem sempre bola alta é sinônimo de bom jogo. Jogar na vida e respeitar o jogo dos outros é jogo limpo.

 

Pensem nisto.

Por Israel Sarlo

 

9. ago, 2019

A mulher que tinha fluxo menstrual contínuo tocou em Jesus, usando seu crer. E foi esse crer que tirou a virtude da cura existente em Jesus. Então, o que tiramos uns dos outros ao toca-los? Tiramos exatamente do tesouro de cada um o que cremos das pessoas. Dois ou três reunidos em Deus tiramos do semelhante o seu melhor de seu tesouro administrado por seus administradores, portanto se mudamos o entendimento mudamos nossas escolhas e as escolhas nos trazem o melhor dos outros e os outros o nosso melhor.

Isso me faz lembrar de HIDROFOBIA: MEDO DA ÁGUA, ou DOENÇA DA RAIVA. Morcego, cão ou qualquer outro ser vivo com HIDROFOBIA, RAIVA, quando morde alguém sadio o contamina, neste caso podendo levar até a morte.

Pergunto: o que acontece quando tocamos alguém? A mulher com fluxo de sangue que perdurava por 12 anos, tocou Jesus e dEle saiu virtude; e nós, o que tiramos das pessoas que tocamos? Raiva, medo, tristeza, insegurança, antipatia, desconfiança...? Ou sermos tocados por alguém ou se tocamos em alguém, em vez da RAIVA (HIDROFOBIA) a gente transmite confiança, alegria, simpatia, compreensão, segurança... Pois são provas do amor.

Lembrem-se do nosso estudo sobre AMOR X CARIDADE = ÁGAPE. Note capítulo 13 de 1ª Corintios e grande parte de 1ª Coríntios 12 para descobrir que tipo de membro você é no CORPO DE CRISTO.

Por que temos em nós raízes de “senhores”, “donos de feudos” e achamos que tudo é de nossa propriedade... portanto, vasculhe e observa bem suas crenças, a sua história, sua herança psíquica familiar.  Indague quem são “seus deuses”, ou seja, o que é que dirige sua vida e o que resulta tudo isso?

Portanto, há também em nós a porta de acesso à Videira Verdadeira (João 15). Ou seja, pelo Evangelho de Cristo, ao romper raízes ruins, somos enxertados nEle, Cristo, na sua essência. Ele nos convida a aprender dEle (Mateus 11: 28-30) e assim extrairmos o melhor.

 

Paz e alegria para todos.

 

Por Israel Sarlo

17. jul, 2019

Enquanto Deus trabalha em silêncio buscando o nosso melhor, nós criamos nossas circunstâncias não percebendo nosso pior.

É claro que não podemos condenar ninguém, pois o véu, segundo Paulo (2ª Coríntios 3:14-16) ainda está posto.

“Mas os seus sentidos foram endurecidos; porque até hoje o mesmo véu está por levantar na lição do velho testamento, o qual foi por Cristo abolido; E até hoje, quando é lido Moisés, o véu está posto sobre o coração deles. Mas, quando se converterem ao Senhor, então o véu se tirará. ”

Paulo ainda nos ensina dizendo que tudo para nós, aprendizes cristãos, tudo vemos e entendemos ou vemos por espelho em enigma: “Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido” (1ª Coríntios 13:12).

Tudo que entendemos é “EMPARTE”, por isso, tudo o que lemos e ouvimos sobre Deus e as ESCOLAS BÍBLICAS se tornam confusos.

A natureza que dirige nossa vida, apoiada por todo achismo das religiões, filosofias, tradições e ideologias no mundo cria em nós “convicções” que caem por terra quando adoecemos, envelhecemos ou nos empobrecemos mais.

Eu sei das nossas dificuldades, pois nossos questionamentos além de serem muitos, eles mudam também com o tempo e exercícios que não dão certos.

Não foi em vão que o Mestre nos aconselha: “Aprendei de mim que sou manso e humilde de coração”. Aprender dEle? Como? Não o vemos e quando dizemos que o sentimos descobrimos que são nossas carências altamente emocionais a nos enganar. E dai? Não posso ver e nem sentir O MESTRE se não destruirmos nossas raízes negativas, se não houver a mudança do entender e principalmente se não tivermos “A MENTE DO MESTRE”. Ok, como chegarmos a este estágio? Não se trata de estágio, se trata de “FOME E SEDE DE JUSTIÇA” já que toda nossa “Justiça não passa de trapo de imundície”. Continuo: como? Precisamos examinar nosso espírito para entender o homem natural, Paulo nos diz isto. Não podemos nos conformarmos com esta nossa natureza infiel, cega, surda e cheia de opiniões particulares.

Eu sei das nossas dificuldades e fraquezas, mas “DEUS SE APERFEIÇOA EM NOSSAS FRAQUEZAS” (Sl.18:32).

“E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo. (2 Coríntios 12:9)

“Deus é o que me cinge de força e aperfeiçoa o meu caminho”. (Salmos 18:32)

  

Por Israel Sarlo

 

16. jul, 2019

“Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prémio? Correi de tal maneira que o alcanceis. E todo aquele que luta, de tudo se abstém; eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível, nós, porém, uma incorruptível”. (1ª Coríntios 9:24-25)

GRÉCIA é o berço não só da DEMOCRACIA, FILOSOFIA, dos GRANDES PENSADORES como também dos JOGOS OLÍMPICOS.

Paulo conhecia como ninguém a estrutura dos gregos, a forma de educação mesclada com superstições, filosofias, seus pensadores que muito se divergiam criando suas escolas que influenciaram todo mundo de hoje.

No texto acima, Paulo aborda a COMPETIÇÃO usando as OLIMPÍADAS, palavra tirada do OLIMPO, onde doze deuses olímpicos, também conhecidos como “dodecateão”, na religião helênica, eram os principais deuses do panteão grego, residentes no topo do monte Olimpo.

Paulo sabiamente usa o esporte, exercício competitivo, em que homens treinados, disputam várias modalidades para, simplesmente, ganharem uma “COROA CORRUPTÍVEL”.

Paulo usa este texto principalmente para nos informar que nas OLIMPÍADAS GREGAS muitos competem, mas um só leva o prêmio. Uma COMPETIÇÃO que traz felicidades a poucos e tristezas e frustrações à muitos. Porém, a COMPETIÇÃO que leva o homem “À COROA INCORRUPTÍVEL” traz alegria à todos. No entanto, o exercício para esta COMPETIÇÃO não existe oponentes, não nos opomos com o que se assemelha a nós. Nós temos competitividade religiosa, pois não temos nenhum OLIMPO, não discutimos estruturas filosóficas e nem temos altares pois já é conhecido por nós “O DEUS DESCONHECIDO” que os gregos cultuavam sem conhecer.

Paulo nos explica que, para participarmos desta COMPETIÇÃO, basta um só exercício: “A TRANSFORMAÇÃO DO ENTENDIMENTO” (Romanos 12:1ss). Basta conhecer as poucas técnicas descritas no EVANGELHO para perder a raiz das crenças religiosas. Se despir das armaduras dos erros para se revestir da “ARMADURA DE DEUS” (Efésios 6).

 

Que saibamos “COMBATER O BOM COMBATE. ” (2ª Tm.4:7).

 

Por Israel Sarlo