21. dez, 2013

JESUS POR RELIGIÃO? ou ALHO POR BUGALHO?

Por Israel Sarlo


Nestes meus anos todos como cristão, tenho hoje quase setenta e um anos e quando ouvi falar do MESTRE eu tinha vinte anos, ainda não tive tempo em falar sobre o MESTRE. Venho nestes anos todos me preparando para falar sobre Ele e enquanto preparo o terreno nas pessoas, tirando pedras, espinhos e espantando pássaros, etc., vou falando da referência do EVANGELHO, pois nossa FÉ, neste caso, conhecimento, tem sua base (teologicamente falando) nos PROFETAS e APÓSTOLOS e nossa SALVAÇÃO na única base: JESUS nossa PEDRA ANGULAR: "Edificados sobre o FUNDAMENTO dos apóstolos e dos profetas, tendo Jesus Cristo como PEDRA ANGULAR, no qual todo o edifício é ajustado e crespar para torna-se um santuário santo no Senhor" (Ef. 2:20). Vou preparando pessoas como estivesse lá em Éfeso, na Escola de um tal Tirano para que as pessoas destruma seus ídolos ou seus fetiches e assim se fortaleçam nas tribulações vivenciando as experiências, tenham paciência e assim se encham de esperança para o grande encontro com o MESTRE dos MESTRES - JESUS O CRISTO.


Mas hoje quero falar um pouco sobre ELE. O que o diferencia dos dogmas religiosos para não confundirmos ALHO POR BUGALHO. Vamos então encontra-lo hoje no seu MONTE HUMANO DE DIFICULDADES - NO CALVÁRIO, monte este, que segundo Ele pode ser transportado de um lado para o outro se tivermos FÉ do tamanho de um grão de mostarda. Será que lhe faltou FÉ? Afinal colocaram Ele em uma cruz pregado e foram eles que o tiraram. Vamos entender isto?


Se o REINO dEle fosse aqui, este reino que brigamos tanto, matamos tanto, nos ufanamos, pre-julgamos, roubamos, mentimos, traímos e etc., claro que Ele se desvencilharia deste MONTE de mentiras e erros, mas Ele precisava mostrar para todos nós que Ele não sofria e nem morria a morte dEle, mas sofria e morria a nossa morte, pois um dia Ele disse que se desejasse o Pai mandaria miríades de anjos para o alimentar e confortar. Ele sempre teve seu Exercito a disposição dEle mas Ele não vivia o momento dEle, mas o momento de cada um de nós.


Em Mateus 27: 38ss lemos: "...'Você que destrói o templo e o reedifica em três dias, salve-se! Desça da cruz se é Filho de Deus!''. Assim diziam os soldados que o ladeava. Da mesma maneira os chefes dos sacerdotes, os mestres da lei e os líderes religiosos zombavam dEle dizendo: "Salvou os outros, ama não é capaz de salvar a si mesmo" E é o rei de Israel! Desça agora da cruz, e creremos nEle. Ele confiou em Deus. Que Deus o salve agora se dEle tem compaixão, pois disse: 'Sou Filho de Deus!'" e os que estavam com ele crucificados também o insultaram.


Não, a MISSÃO do MESTRE não estava no ESPETÁCULO que esperavam os humanos: que Ele saísse ileso da cruz e maltratasse e desmentisse MOISÉS - O JUDAÍSMO - A MISSÃO FOI E É SALVAR TODOS SEM FERIR NINGUÉM TANTO NO FÍSICO COMO NA ALMA, EM SUAS VAIDADES OU INVENÇÕES.


Tanto os chefes dos sacerdotes, os mestres da lei e os líderes religiosos saíram do CALVÁRIO confortados: "Missão executada..."; "Desmistificamos o fraude."; "O impostor foi crucificado sem reação, sem poder de se salvar..."; "Dignificamos Moisés - o judaísmo, nossa religião sim, verdadeira...". Jesus desmoralizado e seus apóstolos e discípulos? Não! A natureza, criação do Mestre (Jo. 1), se mostra revoltada, os sepulcros se abrem e mortos ressuscitam, o véu do templo se rasca de cima a baixo nos informando que agora o CÉU estava aberto à todos, não havia mais nenhum problema entre Deus e o homem, tudo havia sido destruído lá no MONTE de minhas DIFICULDADES.


O engraçado de tudo foi a visão dos religiosos, soldados e até mesmo dos dois crucificados com o Mestre. Todos tinham seus olhos, suas mentes e emoções plenos neste reino, reino dos homens: "Vamos lá, você não disse que o templo poderia ser destruído e refeito e três dias?" "Salva a ti e a nos também?" "Você não é o Filho de Deus, tudo pode?". Como temos religiosos ainda sobre o MONTE DAS DIFICULDADES esperando o milagre humano. Como temos gente ainda indo aos CULTOS para uma celebração fúnebre e esperando os mesmos milagres dos sacerdotes, soldados e dos ladrões da cruz? Ainda não perceberam a promessa feita a um dos ladrões: "hoje mesmo estará comigo no paraíso". Como tem gente que ainda não percebeu que o véu já está rasgado, não precisam mais de intercessão desta ou daquele irmão de sapatinho de fogo? Como estão cegos ao ponto de não perceber que já estamos cercados de nuvens de testemunhos, como aqueles do dia da morte, a natureza chorando e túmulos abrindo. Será que nossos irmãos religiosos estão ainda mortos, não ressuscitaram naquele dia?


O grande milagre houve realmente três dias depois aqui entre nós, pois enquanto pensavam que estava no sepulcro, Ele estava pregando para os que haviam morrido sem esperança do MESSIAS. Ele estava fazendo MISSÃO na região dos mortos trazendo cativo ao cativeiro e dando dons aos homens (Ef. 4:8).


E você, meu irmão religioso, não judaizante, mas das denominações já tão conhecidas por todos nós? Onde você está posicionado em Cristo? Onde você está hoje com Ele? Ainda no MONTE DAS DIFICULDADES? Agindo como os religiosos e os demais pedindo SALVAÇÃO de suas DIFICULDADES e cego, alheio a tudo que já aconteceu, inclusive seu resgate? E ai, aonde você estará esta noite? Ao culto fúnebre de seu MESTRE? Será que ainda continua no CALVÁRIO sofrendo uma dor que Ele assumiu por você, e se agindo assim, você segundo Hebreus, está crucificando e levando o MESTRE ao vitupério outra vez? Será que ainda está esperando que o MESTRE sai do sepulcro? Quero lhe informar que ELE já ressuscitou e com Ele todos nós que vivemos em novidade de vida, vida em abundância. Nosso culto hoje é o de levar BOAS NOVAS de SALVAÇÃO para todos e não a vergonha nossa estampada nEle.


Pare de confundir RELIGIÃO com CRISTIANISMO.
Pare de confundir MORTE com RESSURREIÇÃO.
Pare de SACRIFÍCIO pois já estamos na GRAÇA.
Pare de comer BUGALHO pensando ser ALHO.