12. nov, 2014

ESPÍRITOS FAMILIARES

Textos: 1º Samuel 28:8; 13-14 / Isaías 8:19; 19:3

 

"E Saul se disfarçou e vestiu outras vestes, e foi com ele dois homens, e de noite vieram à mulher; e disse: ‘Peço-te que me adivinhes pelo espírito de feiticeira e me faças subir a quem eu te disser." (1º Sm.28:8)

 

"... Vejo deuses que sobem da terra".
E lhe disse: Como é a sua figura? E disse ela: Vem subindo um homem ancião e está envolto numa capa. Entendendo Saul que era Samuel, inclinou-se com o rosto em terra e se prostrou."
(1º Sm.28:13-14)

 

"Quando vos disserem: Consultai os que têm espíritos familiares e os adivinhos, que chilreiam e murmuram entre dentes; __ não recorrerá um povo de Deus ao seu Deus: A favor dos vivos interrogar-se-ão aos mortos?" (Is.8:19).

 

"E o espírito dos egípcios se esvaecerá dentro deles; eu destruirei o seu conselho, e eles consultarão os seus ídolos, e encantadores, e adivinhos, e mágicos." (Is.19:3)

 

(veja também 1º Sm 28:15 cf. 1º Cr.10:7 ao14).

 

 

PAULO escreve da necessidade da transformação de nossa mente e Saul, tendo uma mente doentia entendeu doentiamente a palavra de uma psicopata. Notem que após Saul tentar falar com Deus através das vias normais e não sendo atendido, busca caminhos que aos homens parecem bons e isto nos faz lembrar de Jó 3:25: "Por que o que eu temia me veio, e o que receava me aconteceu?" Notem que é uma pergunta e quem pergunta não sabe e por isto todas as catástrofes sofridas por Jó. Ele é chamado por Deus a mudar o seu entender e este confessa no cp.42:5 que conhecia Deus somente por ouvir e ouvir amigos que também nada entendiam de Deus (Jó 42:7).

 

I - ENDOR: __ (Fonte de habitação __ Nome de uma cidade pertencente à tribo de Manassés, Jz.17:11)
A versão dos Setenta não faz referência a esta cidade. Nas suas vizinhanças pereceram Sísera e o seu rei Jabim, Sl.83:10. Residia nesta cidade a pitonisa que o rei Saul foi consultar, 1º Sm 28:7. Identificada na aldeia de Endor ou Endur, sobre o braço setentrional do pequeno Hermon, a 11 quilômetros de Nazaré.

 

II- PITONISA OU FEITICEIROS
Pessoa possuidora de conhecimentos sobrenaturais sob a forma de feitiçaria (sensores) a que se refere à Bíblia, baseados em pretensas comunicações com os "espíritos dos mortos". A pitonisa ou feiticeiro murmurava palavras, de modo a parecer que era a voz dos espíritos (Is 29:4). Nunca se faz menção da pitonisa ou feiticeiro senão em conexão com os "espíritos familiares", porque pertence à mesma classe dos que invocam os "espíritos dos mortos".

 

A- Os cananeus consultavam as pitonisas ou feiticeiros, Dt.18:9-12.
os egípcios, Is.19:3.
B- Os hebreus se desonravam indo a tais oráculos, e cometiam o pecado de apostasia, Lv.19:31; 20:6; Is.8:19.
C- O pecado de feitiçaria era punido com a morte, Lv.20:27.
D- Saul e depois dele Josias deram execução a esta lei, 1º Sm.28:3, 9; 2º Rs.23:24.
E- Manassés a violou vergonhosamente 2ºRs.21:6.

 

II - MAGOI: _ Mágico em grego
Nome de pessoa que pretende possuir dons sobrenaturais, alcançados pelo conhecimento de ciências ocultas, ou que exerce a prática da magia negra em comunicação com os "espíritos maus", At.19:19. A palavra "mágica" empregada na Bíblia é a tradução do hebraico hartom, pessoa que pertence à classe dos escribas sagrados, peritos em escrever e adquirir vastos conhecimentos, Dn.1:20, e que muitas vezes pretendiam possuir conhecimentos ocultos, praticavam a mágica, Ex.7:11, e se aventuravam interpretar sonhos, Gn.41:8; Dn .2:10. Os mágicos do Egito que se opuseram a Moisés, eram dois, que se chamavam Janes e Jambres 2ª Tm.3:8.

 

III - ESPÍRITO X ALMA
Existe uma interpretação errônea quanto a estas duas palavras. Infelizmente os tradutores da Sptuaginta, do hebraico para o grego koinê, não traduziram bem estas palavras. Alma, por exemplo, tem dois sentidos.
A- Sangue, alma dos animais. Alma dos irracionais.
B- Nefeche, em hb. Ou psique em grego.

 

Existe ainda um outro grande problema, isto é: a dicotomia __ espírito e alma com o mesmo sentido. Portanto, quando a tradução foi feita não deram importância aos significados. Em muitos textos, assim como espírito humano é confundido com o Espírito de Deus, da mesma forma alma é interpretada como espírito.

 

Na verdade o espírito é eterno e a alma transitória. Não pode existir espírito familiar da carne, pois espírito não tem aparência. Familiaridade existe na carne e nos sentidos, isto é, parecemos na maneira de andar, na cor dos olhos, nos vícios, na natureza etc. Quanto ao espírito, só podemos herdar nele a natureza do Pai dos espíritos. Só podemos em espírito ser uma imitação do espírito. Paulo fala disto dizendo para sermos imitadores dele como ele foi de Cristo Jesus. A Bíblia diz que fomos feitos a imagem dEle para sermos semelhantes à Adonai, é claro, em espírito primeiro e depois no corpo glorificado.

 

A Bíblia é tricotômica, separa bem o espírito, alma e corpo (Hb 4.12) assim como Deus se dividiu em três: Pai Filho e o Espírito Santo, espírito este que está em cada um de nós.

 

IV-TEXTOS PARA ESTUDARMOS.
1ª Sm.16:14-15; (cf. Jz.16:20; 1ª Sm.11:6; 28:15; Sl.51:11; Jz.9:23; 1º Sm18:10; 19:9).

 

ESPÍRITO:
Nm.14:24; 1º Rs.22:21; Jó 12:10; 26:4; Sl.78:8; 146:4; Mt.12:45; Mc.1:27; 3:11;6:7; 1ªCo.2:12; 12:10; 1ª Tm.4:1.

 

Sobre a fundação do mundo: Pr.3:19; Pr.8; Sl.33:6.

 

 

 

Israel Sarlo

www.facebook.com/caminhoeavida