21. fev, 2018

SENTIDOS ENDURECIDOS VISÃO DISTORCIDA

O CARÁTER MINISTERIAL DA IGREJA DO SENHOR

 

“Se o GOVERNO DA CONDENAÇÃO foi impressionante o que dizer do GOVERNO DA AFIRMAÇÃO? O ANTIGO GOVERNO, que tanto brilhava, parecia escuridão diante do NOVO. Se o acordo temporário já nos impressionou, quanto mais o deslumbrante, então, será o GOVERO que durará toda a eternidade! Com esse tipo de esperança que nos anima, nada nos segura. Ao contrário de Moisés, não temos nada a esconder. Conosco, tudo acontece às claras. Ele usava um véu para que os israelitas não percebessem o brilho que aos poucos ia morrendo – e eles não percebiam. Não foram capazes de perceber na época e não perceberam agora que não há nada naquele véu. Ainda hoje, quando as proclamações do GOVERNO ANTIGO são lidas, eles nada vêem. Somente Cristo pode tirar o véu a fim de que eles passam ver por si mesmos que não há nada lá”.  (2ª Coríntios 3: 9-15 versão A MENSAGEM)

 

É preciso criar um paralelo entre o Novo e o Velho TESTAMENTO. Ambos são chamados de ESCRITURAS e é verdade. São documentos importantes para nosso conhecimento, comparações, afinal são várias épocas existentes nestes registros e o que não muda neles é DEUS que foi ontem, é hoje e será eternamente, mas o homem sempre foi mutável, afinal Deus fez o homem perfeito e este criou suas próprias invenções, assim nos fala Salomão. Não podemos negar os inúmeros erros de nossos patriarcas e nem mesmo o chamado de nosso PAI na FÉ se viu fora dos erros, é só lermos as ESCRITURAS que encontraremos os absurdos que há nelas. Já leu sobre Davi, o homem segundo o coração de Deus? E Judá? Estão esquecidos que Deus diz a Moises sobre em que prevaricou? Será que já leram sobre o POVO JUDEU em Amós 05 e capítulo 07 de Atos dos Apóstolos?

 

Seria então muito importante ler as ESCRITURAS, tendo em mente que a FÉ CRISTÃ tem sua base unicamente nos PROFETAS e APÓSTOLOS “Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos Santos e da família de Deus; edificados sobre o FUNDAMENTO DOS APÓSTOLOS e dos PROFETAS, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina” (Ef.2:19, 20) e “E perseveravam na DOUTRINA DOS APÓSTOLOS, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações” (At. 2:42).

 

Este é O CARÁTER MINISTERIAL DA IGREJA CRISTÃ. Qualquer outro ensinamento enxertado nesta VERDADE que seja ANÁTEMA – SUJO.

 

A IGREJA de JERUSALÉM, chamada de IGREJA MÃE, teve seu auge logo no início, basta lermos e estudarmos Atos e encontraremos o registro de Pedro falando e levando vidas à Deus, mas também é verdade que o judaísmo, religião dos israelitas, entrou fazendo distorções terríveis na ESCOLA DO MESTRE. Tiago, pastor presidente, e tantos outros se deixaram levar pela LEI MOSAICA, assim como tantas religiões que acreditam em TEMPLOS e OBLAÇÕES judaicas em suas cerimônias. Ainda se lê os SALMOS e se pregam muito sobre a VELHA ALIANÇA, usando como exemplo estes senhores patriarcas e outros, escondendo seus erros graves e exaltando o que na verdade nada é para O REINO PARALELO e FUTURO do PAI. Falam tanto de ISRAEL, o DESERTO, mas nada falam da morte de todos eles no deserto, até mesmo de seu LÍDER MAIOR – MOISÉS.

 

Não seria então o momento de lermos e estudarmos o que Paulo, o abortivo, o único a ter encontro salvador com o MESTRE RESSUSCITADO?

 

Ele chama o JUDAÍSMO de “GOVERNO DA CONDENAÇÃO” - A LEI. Diz que ele foi IMPRESSIONANTE. Impressionou a todos, afinal todos estavam sobre o MEDO da doença e da morte, punição severa a todos que não cumpriam ao pé da letra (IPIS LITTERIS) o que o DECÁLOGO ORDENAVA. Todos estavam condenados sob a LEI e é aí que Paulo nos chama atenção, fazendo o PARALELO entre o GOVERNO DA LEI e o GOVERNO DA GRAÇA, revelando a superioridade do GOVERNO DA AFIRMAÇÃO.

 

Paulo ao fazer este PARALELO ele coloca frente a frente MOISÉS X JESUS – TREVAS X LUZ: O ANTIGO CONSERTO que tanto brilhava, diante do NOVO CONSERTO parecia escuridão. Chama O ANTIGO CONSERTO de TEMPORÁRIO e que não mais impressionava diante do GOVERNO que durará para sempre (o NOVO CONSERTO – NOVA ALIANÇA em Cristo Jesus).

 

Paulo continua dizendo algo muito importante: que o ANTIGO CONSERTO pode até animar, mas nada de segurança nos traz. Chama a atenção da comunidade Cristã tão pressionada pelos judaizantes a observar a LEI, fazendo um PARALELO entre Moisés e Jesus, dizendo que nós - os Cristãos - nada temos a esconder, pois com os cristãos tudo está as claras, afinal os israelitas, segundo Paulo, precisavam usar um véu para não perceberem o brilho nos olhos de Moisés que já estava morrendo. Tanto na época como agora eles não sabiam e hoje ainda não sabem que atrás do véu não havia e nada continua a não existir.

 

A sentença mais terrível dita por Paulo, sem dúvida é esta: “Ainda hoje quando LEEM O PENTATEUCO ou a LEI do GOVERNO ANTIGO continuam sem VISÃO verdadeira. Somente Cristo pode tirar o véu a fim de que eles possam ver por si mesmos que não há nada lá.”

 

Eu sei que nem todos gostarão de ler estas verdades e eu não faço tais declarações para criar polemicas, mas sim para ajudar a todos que vão aos seus templos com mentes judaizantes e para lembrar todas as vezes que você buscar refugio nesta ou naquela LEI CERIMONIAL ou LEI MORAL está sob maldição, pois maldito é todo aquele que deixa de cumprir qualquer uma dela.

 

Estar sob bênçãos e maldições é escolha sua e não de Deus ou de seus líderes religiosos.

 

Examine, investigue, estude sobre o que Cristo falou, o que Ele, o Mestre Jesus anunciou. Conheça a verdade e cuidado com o que você absorve por “ouvir falar”.

 

Israel Sarlo

www.facebook.com/caminhoeavida