11. nov, 2014

A TIPOLOGIA DA IGREJA DE JESUS CRISTO - Última lição

(Mateus 16:18)

NÃO EXISTEM MEMBROS NOTÁVEIS NO CORPO DE CRISTO COMO NA ACADEMIA DE LETRAS.

 

Somos todos iguais (1a Co 12:14-25), pois, por mais que façamos no corpo, nunca chegaremos a Cabeça, podemos sim, sermos transformados até chegarmos a "medida de varão perfeito", chegar mesmo a termos a natureza da Cabeça, nunca, porém chegaremos a sermos a direção.

 

Como membros, ainda temos um inimigo a ser vencido – a morte (1a Co 15:26 cf. Ap 20:14) e por isto somos membros ainda inferiorizados, negligentes e isto é tão sério que muitos pastores e auxiliares são ainda escolhidos por aparência, como foi Saul, rei de Israel (I Sm. 9:1, 2; 16: 5-12). Escolhidos pela posição financeira e social e esquecemos que Deus não escolhe a ninguém pela aparência.

 

Quando falamos que a unidade do corpo tem que existir a individualidade de cada membro é exatamente para que se dê o crescimento do corpo. Infelizmente é comum encontrarmos membros que desejam crescer só, não se importando com o crescimento dos demais membros, coisas do judaísmo, da mulher traidora. Tais membros se enrolam na própria teia que tecem para suas vidas, levando a morte, assim como Jesus fala em João sobre os ramos que não dão mais frutos (Jo 16:2).

 

Se preocuparmos com a qualidade de cada membro e da operação que cada um deve passar para que o ligue depois ao corpo, é claro que o crescimento virá saudável, firme e extraordinariamente belo. A igreja precisa cultivar o amor, pois este é o grande segredo, pois "o amor tudo sofre, tudo crê, tudo espera e tudo suporta!". Seria bom lermos Tiago 5: 19-20 que diz: "Irmãos, se algum dentre vós se tem desviado da verdade, e alguém o converter, saia que aquele que fizer converter do erro do seu caminho um pecador, salvará da morte uma alma, e cobrirá uma multidão de pecados". O crescimento no amor não poderá ser outro se não crescer e crescer muito (1a Co 13:4-7 e Cl 3:8-14).

 

A ADVERSIDADE DOS MEMBROS PRODUZ A UNIDADE E CRESCIMENTO DO CORPO (Rm 12:3-8).

É importantíssima a unidade do corpo quando os membros conhecem a liberdade de cada membro compromissado com o todo. Todos nós somos iguais na igreja, não há ninguém superior, mas sim organicamente, exemplo: a mão está em lugar mais alto do que o pé, uma questão de posição, mas isto não quer dizer que a mão é superior em utilidade mais do que o pé. Não podemos ter conceitos elevados de nós mesmos, quanto ao fato de podermos desempenhar funções que nos coloquem em destaque. A igreja possui uma estrutura que diferencia os irmãos quanto as suas funções, porém isto não quer dizer que alguém seja melhor do que outro, pois todos nós somos alvo do amor de Deus.

 

Em 1a Coríntios 12: 28 uns Deus pôs como apóstolos, outros como profetas, mestres, operadores de milagres, dons de curar, socorros, etc. Apesar de existirem funções que pudessem ocupar uma escala de classificação é interessante que somos apenas peças neste trabalho e ele não é nosso, somos apenas administradores do grande Rei que nos deu seu Filho e é a Ele que devemos obediência e toda honra e glória.

 

É bom lembrar também que limpar templos e os seus utensílios não é ministério de nenhum membro do corpo de Cristo. Ser porteiro ou diluir-se em simpatia com os visitantes, ser músico ou cantor não significa ter o passaporte para se filiar ao corpo de Cristo. Quando você faz todas estas coisas, você esta usando o seu dote artístico e sua voluntariedade como uma variante de seu amor para com a sua comunidade e ao seu próximo. E é sabido que todas estas coisas os ímpios, os espíritas e os demais religiosos fazem com maestria. Portanto, não vamos confundir o ministério no corpo de Cristo com o zelo para com o templo onde a igreja se reúne. É comum ver muito cuidado com os templos e muito relapso com a igreja.

 

CONCLUSÃO:
A igreja é um organismo vivo e o Senhor atribuiu ministérios aos membros da igreja capacitando-os com dons espirituais. O Novo Testamento nos apresenta uma lista de dons espirituais que podem ser usados isoladamente ou combinados para suprirem todas as necessidades da igreja:

1. Apóstolos – Orientam pastores e igrejas.
2. Profetas – Falam da parte de Deus.
3. Pastores – Cuidam das pessoas.
4. Evangelistas – Proclamam Jesus como Salvador.
5. Serviços – Auxiliam nos trabalhos gerais.
6. Discernimentos de espíritos – Vêem quem está por trás de determinada obra ou pessoa.
7. Sabedoria/Conhecimento – Sabem mais para ensinar melhor.
8. Milagres – Atestam a presença e pode de Deus.
9. Curas – Operam a libertação dos oprimidos.
10. Línguas – Proclamam o Evangelho sem impedimentos linguísticos.
11. Interpretação – trazem a mensagem sem impedimentos linguísticos.
12. Exortação – Aconselham o povo.
13. Liderança – Organizam os grupos.
14. Repartir – Sustentam a obra com seus bens.
15. Socorro/Misericórdia _ Auxilia os mais necessitados.
16. Fé _ Usa mais o poder de Deus.
17. Missionário_ Levam o Evangelho além das fronteiras.
18. Celibato – Para servir melhor a Deus.

 

 

Leia a lição anterior: CLIQUE AQUI

 

FIM

Israel Sarlo

www.facebook.com/caminhoeavida