8. nov, 2014

Instituição do Casamento (Aula 01)

O casamento surgiu da vontade direta de Deus – Gn 2:18,21-24 – portanto, o casamento é uma instituição divina.

 

A definição de casamento cristão: O casamento é a fusão emocional de duas personalidades em uma operação funcional, cada uma delas, entretanto, retendo sua própria identidade. É uma nova vida existente em duas pessoas.

 

O conceito bíblico para o casamento pode ser resumido em Gn. 2:24: "Por isso, deixa o homem, pai e mãe, e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne". (Notem que no casamento, o homem não fica na orfandade, isto é, sem pai e mãe. A esposa terá, no momento certo saber como ser, provisoriamente mãe, e o marido da mesma forma, pai).

 

O casamento cristão, entretanto, envolve mais do que a combinação de duas pessoas. Inclui também uma terceira pessoa – Jesus Cristo – que dá significado, orientação e direcionamento à relação.

 

Finalidades do Casamento
1. A felicidade do homem e da mulher – Gn. 2:18.
2. O aumento da espécie humana – Gn. 1:28.
3. Impedir a fornicação – I Co. 7:2,9.

 

O Matrimônio – Um novo relacionamento
Gênesis 2:24 enfatiza dois verbos: deixar e unir. A palavra deixar significa abandonar, renunciar. Muitos saem de casa fisicamente, mas permanecem lá psicologicamente. O apego ao lar e aos pais deveria ser substituído pelo apego ao companheiro. Isto não significa negligenciar ou desonrar nossos pais, mas sim, assumir a responsabilidade para com o cônjuge. A palavra unir significa soldar, segurar ou aderir um ao outro. A expressão "uma só carne" significa união, totalidade, permanência, e uma dedicação total à intimidade de toda uma vida juntos, simbolizada pela união sexual.

 

ORIENTAÇÃO ÀS ESPOSAS: Deve amar seu marido (ler Tito 2:3,4). Deve amá-lo tanto no comportamento como emocionalmente.

 

O verbo empregado por Paulo é "filandros" que significa o lado emocional do amor, afeição, amizade, uma espécie de prazer íntimo.

 

O esposo não espera apenas que sua esposa venha lavar e passar suas roupas, fazer sua comida e cuidar dos filhos. Espera sobretudo, receber dela o amor que é expresso pelo carinho,pela afeição, pelo romantismo. Infelizmente algumas esposas não amam mais os seus maridos. Apenas os "suportam" por causa dos filhos. Este problema pode ser resolvido através de um diálogo franco e aberto, e com aconselhamento.

 

Deve respeitar seu marido (ler Efésios 5:33). Quando acaba o respeito, é um sinal de que o casamento também acabou. As esposas devem procurar entender a estrutura emocional de seus maridos. Os homens são racionais, práticos e calculistas. Elas são emotivas e sonhadoras. O que mais irrita os maridos em suas esposas são o AUTORITARISMO e a AGRESSIVIDADE delas. Há mulheres mandonas que querem disputar com os maridos a liderança do lar.

 

Deve ser submissa ao marido (ler Efésios 5:22-24). Submissão: junção de duas palavras - SUB (debaixo de) MISSÃO (vocação). Submissão não significa escravidão. A esposa é obediente ao marido voluntariamente e espontaneamente por amá-lo. Propósitos da submissão:

 

a) Estabelecer uma ordem no governo familiar. Há uma hierarquia familiar instituída por Deus para que haja ordem (marido à esposa à filhos).

 

b) A mulher tem a importante missão de ajudar seu marido, animando-o e encorajando-o. Como diz em Gn 2:18 é uma "auxiliadora idônea" (apta, a altura de, competente). Auxilia o marido espiritualmente, emocionalmente e nas tomadas de decisão.

 

A mulher não deve ser passiva, acomodada, omissa, descuidada, mas precisa auxiliar seu parceiro nas decisões importantes e em alguns casos, alerta-lo. A mulher e o esposo devem sempre andar na mesma direção.

 

A submissão da mulher só se torna uma benção quando é exercida com alegria. A mulher que não aceita sua missão está em desobediência contra Deus, portanto, está em pecado. A posição de liderança e autoridade do marido dentro do lar não significa DITADURA. Maridos ditadores que oprimem e desprezam suas esposas também estão em pecado. Ler I Timóteo 3:11

 

As esposas devem ser respeitáveis. Existem certos comportamentos, tais como, brincadeiras, trajes e vocabulário, que são impróprios para uma mulher casada. As esposas não devem ser maldizentes. Ler Provérbios 21:19; 27:15,16. A pior abordagem da mulher para com seu marido é através da crítica, rebaixando-o ao invés de edificá-lo.

 

As esposas devem ser temperantes: A mulher sábia controla o seu falar. Não faz gastos sem necessidade, evita extravagâncias. Valoriza mais a beleza do caráter (Pv 31:30). Ler Provérbios 14:1

 

A mulher tem uma imensa responsabilidade como esposa e mãe. Está em suas mãos o poder de abençoar ou amaldiçoar, de edificar ou destruir o seu lar. O trabalho da mulher não deve estar acima do seu marido e do seu lar. A sua prioridade é o marido. As mulheres por causa do seu poder de fascinar e atrair os homens tem os seus maridos em suas mãos. Por isso, devem agir responsavelmente obedecendo a Deus e sendo uma benção para seu lar.

 

Dizia certo pastor: "Minha mulher representa 70% do meu ministério".
Diz o ditado popular: "Por trás de um grande homem, há uma grande mulher". Mais correto ainda: "Por trás de um grande homem, há uma grande MULHER DE DEUS".

 

 

Israel Sarlo 

www.facebook.com/caminhoeavida