9. nov, 2014

Instituição do Casamento (Aula 02)

ORIENTAÇÃO AOS MARIDOS: Deve amar sua esposa (ler Efésios 5:25-32)

 

O marido é a cabeça da esposa. Porém, infelizmente, um número exageradamente grande de homens só se concentra nessa parte da Bíblia. Essa autoridade é concedida ao homem, não para serem os chefes das suas esposas. A autoridade está sobre o marido, mas ele terá sempre de prestar contas a Deus pela forma como a usa. A verdade básica do trecho que lemos não é controle e domínio, mas amor sacrificial pela esposa.

 

Ele não pode impor seus próprios sentimentos sobre a esposa e obscurecer os sentimentos dela, pelo contrário, ele será como o líder que regula o compasso. Jesus Cristo não domina ou governa a Igreja como se fosse um ditador. Cristo deu a si mesmo por ela. Ele ama e serve a Igreja: este deve ser o modelo que os maridos devem seguir ao cuidar das suas esposas. Quando o marido não age desta forma ele tem um problema espiritual (desobediência a Deus), bem como conjugal.

 

Deus designou para o marido a função de líder no lar, todavia, esta liderança deve ser exercida com sabedoria e, acima de tudo com amor. Quando um lidera, há sempre um que se submete a esta liderança (dentro do lar – o marido lidera e a esposa se submete). O homem não deve escravizar sua esposa, pois submissão não quer dizer escravidão.

 

Um marido amoroso está disposto a dar tudo o que for necessário para tornar satisfatória a vida da esposa. Seu amor está pronto a fazer qualquer sacrifício pelo bem dela. (Ex. A esposa depois de um dia de trabalho, precisa ainda encarar as atividades da casa, enquanto que o marido está diante de uma televisão, assistindo algo que o interessa, se sente compadecido da esposa e então levanta-se para ajuda-la).

 

Esse amor leva o marido:

 

1) Respeitar sua esposa.
O marido deve respeitar e tratar sua companheira com honra e dignidade, demonstrando e expressando esse amor exatamente como era no namoro, por meios de palavras carinhosas e de elogios.

 

2) Compreender sua esposa.
O marido deve ser compreensivo. Isto significa que ele se dispõe a ouvir o ponto de vista dela. Está disposto a pensar com ela. É sensível aos sentimentos, estados de espírito e idéias dela. Ele tenta descobrir as necessidades da esposa para poder satisfazê-la e fazer o que é melhor para ela. Dando atenção que ela necessita.

 

3) Proteger sua esposa.
O marido deve ser o protetor. Reconhecendo que a esposa não é tão robusta fisicamente quanto ele (o físico masculino é mais robusto, muscular, e basicamente a estrutura óssea e os pulmões do homem são maiores). Isto explica o menor poder de força bruta existente nas mulheres, razão pela qual, o marido amoroso atentará para a devida proteção (em todos os aspectos) de que sua mulher precisa.

 

4) Ser fiel a sua esposa.
Antes de tudo, vale a pena lembrar de que ninguém pode fugir da onipresença e onisciência de Deus, assim sendo, sua fidelidade à esposa é antes de tudo a fidelidade a Deus. A poligamia é uma prática contrária aos padrões bíblicos, pois Deus não criou no princípio, duas mulheres para Adão. Assim, o marido deve manter-se apenas para sua mulher (Mc 10:6-9).

 

5) Consultar sua esposa.
A esposa deve ser a pessoa em quem mais se deve confiar, sendo assim, o marido deve consultá-la, a fim de obter bons conselhos nos assuntos do lar, profissionais, pessoais, da obra de Deus e também para troca de idéias e opiniões (os machões não fazem isto). O marido deve conscientizar-se de que não está mais solteiro, e que para comprar, vender, realizar negócios ou projetos, vai precisar de apoio da esposa.

 

6) Provedor do lar.
Na instituição do matrimônio, o Eterno distribuiu uma série de responsabilidades para o casal modelo (Adão e Eva), e caiu sobre o homem o dever de através do "suor do rosto", prover o sustento do lar. Não descartamos a possibilidade da esposa trabalhar fora, porém o peso de sustentar a família deve ser do esposo. É ele quem deve alimentar sua esposa e filhos, tanto material (comida, vestimenta, moradia, saúde, etc), como espiritual (oração intercessora, leitura bíblica familiar). Todo marido precisa lembrar-se que é o sacerdote de sua casa.

 

O marido deve lembrar de que sua esposa tem direitos espirituais iguais aos dele. São co-herdeiros da Graça de Deus. Deus ama as esposas tanto quanto ama os maridos. O que acontece quando os maridos não seguem as instruções de I Pedro 3:7? Suas orações são interrompidas.

 

 

Leia também a matéria anterior: CLIQUE AQUI

 

 

Israel Sarlo

www.facebook.com/caminhoeavida