8. jul, 2014

PARTE 56 – ESCOLA DE ALEXANDRIA (5ª aula)

ORÍGENES

Em Orígenes completou-se o processo que há muito vinha interpretando as verdades cristãs nos termos do pensamento helênico. Emprestou ao sistema cristão padrão científico da melhor categoria, consoante a ciência da época, que se resumia quase que exclusivamente na filosofia e na ética.

 

Seu ponto de vista filosófico era essencialmente platônico e estoico, com uma clara tendência para posições semelhantes às esposadas pelo neoplatonismo, que então surgia. Consta que Orígenes ouviu as conferências pronunciadas pelo fundador do movimento, Ammonius Saccas. Procurou harmonizar esses princípios filosóficos com as Escrituras, tal como fiz seu grande conterrâneo hebreu, Fílon, mediante a interpretação alegórica da Bíblia. Toda Escritura, afirmava, ter um tríplice sentido. "O homem simples pode ser edificado pela 'carne', por assim dizer, das Escrituras, pois assim denominamos o seu sentido óbvio. O que se elevou um pouco pode ser edificado pela 'alma', por assim dizer. O homem perfeito ... pode ser edificado pela lei espiritual, que contém uma sombra das coisas vindouras. Pois, assim como o homem é composto de corpo, alma e espirito, assim também o é a Escrituras". Esse sistema alegórico tornava possível para Orígenes ler nas Escrutaras praticamente tudo o que desejasse.

 

Como fundamento necessário do seu sistema teológico, Orígenes postulava aquilo "que de modo algum difere da tradição eclesiástica e apostólica". Esses elementos fundamentais do cristianismo tradicional abrangem a crença:

 

1º - "Em um só Deus ... Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, (o qual deu a lei e os profetas e O EVANGELHO, sendo também o Deus dos apóstolos e do Antigo e Novo Testamento)";

 

2º- "Que Jesus Cristo meso ... nasceu do Pai antes de todas as criaturas ... tornou-se homem e encarnou, apesar de ser Deus, e, enquanto homem, continuou a ser o Deus que era ... sofreu e ... verdadeiramente morreu ... verdadeiramente ressurgiu dentre os mortos";

 

3º - "Que o Espírito Santo estava associado em honra e dignidade ao Pai e ao Filho";

 

4º - "Na ressurreição, nas recompensas e nos castigos futuros";

 

5º - "No livre arbítrio";

 

6º - "Na existência e oposição do diabo e seus anjos";

 

7º - "Que o mundo foi criado no tempo e será 'destruído por causa da maldade'";

 

8º - "Que as Escrituras foram escritas pelo Espírito de Deus";

 

9º - "Que há certos anjos de Deus e boas influências que são servos seus na efetivação da salvação dos homens";

 

10º- "Essas afirmações são afirmações de fé essências para a todos os cristãos, cultos ou incultos, tal como a Igreja ensina. Sobre essa base, Orígenes lança a estrutura imponente de sua teologia sistemática, explicação do cristianismo destinada àquele que, á sua fé, quisesse acrescentar conhecimento.

 

Israel Sarlo

www.facebook.com/caminhoeavida