10. jul, 2014

PARTE 57 - ORÍGENES E SEU MUNDO RELIGIOSO

A concepção do universo em Orígenes era fortemente platônica. O mundo real é a realidade espiritual subjacente ao mundo dos fenômenos, temporário e visível. Naquele mundo grandes coisas acontecem. Nele, como afirmava Platão, existiram nossos espíritos, o pecado entrou pela primeira vez e o homem caiu. Para lá retornarão os remidos. Deus, Espírito incriado e perfeito, é a fonte de tudo. Dele é gerado o Filho eternamente. "Sua geração é tão eterna e permanente quanto o brilho produzido pelo sol". No entanto, Cristo é "um segundo Deus", uma "criatura".

 

A posição de Cristo, como lembra Loofs, era considerada por Orígenes a mesma da do nous (mente, pensamento) no sistema neoplatônico. Ele é o "mediador" entre Deus e o mundo das criaturas, o ser mediante o qual elas foram feitas. A mais elevada dessas criaturas é o Espírito Santo, o qual, seguindo a tradição da Igreja, Orígenes relaciona com a Divindade, sem, no entanto, que ele torne realmente necessário no sistema.

 

Todos os seres espirituais, inclusive o espírito do homem, foram criados por Deus, mediante o Filho, no mundo espiritual verdadeiro. "Ele não teve outra razão para criá-los que não ele mesmo, isto é, sua própria bondade". Todos eram bons, embora sua bondade, ao contrário da de Deus, seja "uma qualidade acidental e perecível". Todos têm livre arbítrio. Daí caírem alguns por causa do pecado no mundo espirital invisível. Deus criou este universo visível como lugar de punição e reforma, nele colocando os espíritos decaídos proporcionamento à gravidade do seu pecado. Os menos pecadores são anjos, e têm as estrelas por corpo. Os de maior pecaminosidade estão na superfície da terra, com alguns animais também, e corpos mortais, São estes que constituem a humanidade. Os piores são os demônios, chefiados por Lúcifer.

 

Notem que estamos falando de Orígenes, de suas idéias sobre o seu mundo religioso. Seria bom que todos refletissem sobre tudo que ler, assim como nos aconselha Paulo: "Examinai de tudo e retenham o bem". Seria muito bom descobrir as origens de seu CREDO. Porque do seu crer em determinadas CRENÇAS e se estas são ou não as razões de seus VALORES.

 

Prestem sempre a atenção e tendo as ESCRITURAS como seu NORTE a lhe nortear tudo e sempre comparando tudo com a PALAVRA do MESTRE.

 

Israel Sarlo

www.facebook.com/caminhoeavida