5. abr, 2014

CURIOSIDADES BÍBLICAS 3

 

 

ADÔN, ADONAÎ: Senhor (Maître) , Senhores (Maîtres). É assim que o homem da Bíblia invoca, muito das vezes, seu Elohîms (Gn. 15:2; 20:4 etc). Adonaî é um plural gramatical como Elohîms, com o qual se combina frequentemente em Adonaî-Elohîms.

 



IHVH: é o nome pessoal de ElOHÎMS de Israel. Aparece na Bíblia 6.823 vezes. Também neste sentido, podemos dizer tranquilamente que a Bíblia é o livro de IHVH. Quando os textos bíblicos e litúrgicos traziam o tetragrama IHVH Elohîms por Kurios ho Théos, ou Kurios Kurios, ou ainda Despotès. Tais glosas feitas sobre nomes supostamente conhecidos tinham dois objetivos:
1º- Respirar o pudor dos hebreus quanto à publicação do nome de seu Elohîms e
2º - Adaptar a tradução da Bíblia aos hábitos culturais do público grego, ao qual era destinada.

 


ELOHA: Há quem vê neste nome o singular de Elohîms, há quem o tome pelo nome próprio de Elohîms de Israel.

 


ELOHÎMS: No plural - daí o 's' acrescido à transcrição - designa mais especificamente, na Bíblia, o Deus dos hebreus, o criador dos céus e da terra, conhecido sob o nome próprio IHVH (CF.Gn 2:4)

 

 


"NO PRINCÍPIO..." (Entête) berésht: a primeira palavra da BÍBLIA é uma palavra deliberada, especialmente criada, cuja riqueza de significados não foi ainda esgotada. "No Princípio Elohîms criava os céus e a terra".

 



O NEOLOGISMO: Entête (Encabeçar), conforme ao Enkephalaïô, de Áquila, mas fiel que o En arché dos LXX.

 

 


EL: Este nome pertence ao tesouro do vocabulário comum dos povos semíticos. Seus significados são ainda controvertidos. Os linguistas o fazem derivar de uma raiz que significa: "forte, poderoso como o mais belo carvalho", élôn; primeiro e anterior a qualquer outro; aquele que confirma e reforça; a vontade suprema; aquele que é o refúgio do homem... EL era, originalmente, um termo genérico para designar o conjunto das divindades do panteão semítico ou se, desde logo, ele denominava um deus particular. Como quer que seja, os Cananeus já chamavam de EL ao pai de seus deuses, ao chefe de seu panteão.

 

 

SIFRÁ: Comentário rabínico ao livro de Levítico.