24. out, 2014

A SAGA DE ISRAEL - Aula 04

IV REI DE ISRAEL: ELÁ

Se lermos o texto de Iº Rs.16:6 à 8 entenderemos bem o pequeno tempo de seu reinado, sua morte por assassinato. É mais uma vítima familiar.

 

V REI DE ISRAEL: ZINRI

Rei de Israel, que governou o país pelo espaço de oito dias, somente. Ele usurpou o trono pelo assassinato do rei Elá, mas o exército aclamou o general Onri como seu rei. Marchou Onri imediatamente contra Tirza, a capital. Zinri refugiou-se na parte interior do palácio, pôs-lhe fogo, e pereceu nas chamas (Iº Rs.16:9a20).

 

Temos aqui esses reis com seus reinados pequenos, porém cheios de maldições. Na verdade o tempo do reinado é pequeno, no entanto o tempo em que o traço familiar operou vem de muitas e muitas gerações. É assim mesmo: construir leva tempo e o destruir é rápido.

 

Pense bem na raiz profunda e o tombo inesperado por aqueles que não conhecem Deus.

 

VI REI DE ISRAEL: ONRI (Adorador do Senhor)

Rei de Israel e pai de Acabe. Quando o seu nome aparece pela primeira vez na Bíblia, no ano de 890 a.C., é ele comandante chefe, sob o governo do rei Elá. Sendo este assassinado por Zinri, foi Onri proclamado rei pelos seus soldados; e indo Onri atacar Zinri, em Tirza, conquistou esta cidade. Quanto a Zinri, pereceu nas chamas o seu palácio, dentro do qual ele reunia a sua corte, como rei de Israel. Tibni e Jorão não aceitaram a supremacia de Onri, seguindo uma guerra civil, que durou quatro anos. Ficou Onri vitorioso. Ele reinou pelo espaço de seis anos em Tirza; transferiu depois a sua residência para Samaria, onze quilômetros distante de Siguém, sendo ali rei por mais seis anos.

 

Onri fez um tratado com Bem-Hadade I, rei de Damasco, entregado-lhe algumas cidades da fronteira, e tomando as suas medidas para a residência duma colônia siríaca, em Samaria. Acabe, seu filho, casou com Jezabel, filho de um importante príncipe da Fenícia, e deste modo os males provenientes do culto a Baal foram introduzidos no reino de Israel. Além disso, durante o reinado de Onri, permaneceu Betel como capital religiosa do país, continuando ali o culto do bezerro, introduzido por Jeroboão. Miquéias, pelo ano 730 ªC., denunciou a política e a religião de Onri sob o nome de "Os estatutos de Onri" (IRs.16:15a26; 20:34; Mq.6:16).

 

VII REI DE ISRAEL: ACABE (Irmão parte de pai)

Filho de Onri, sétimo rei de Israel, e o segundo de sua família, que se sentou naquele trono. A história do seu reinado vem no livro Iº Reis, capítulos 16 à 17. Casou-se com Jezabel, filha de Ebaal, rei de Tiro, que era adorador do deus Baal, e tinha sacerdote da deusa Astarote, antes de ter deposto seu irmão e tomado as rédeas do governo. O reinado de Acabe distinguiu-se pela ação do profeta Elias, que se opôs fortemente a Jezabel, quando esta introduziu em Israel o culto de Baal e Astarote.

 

ASTEROTE e ATAROTE: (Estrela, Planeta Vênus). A principal divindade feminina dos fenícios, como Baal era o principal dos deuses. Assim como Baal foi identificado com o Sol, assim Astarote, ou Astare, com os seus crescentes, o era com a Lua, simbolizada pela vaca. O Culto desta deusa do poder produtivo, do amor, e da guerra. Entre os filisteus o seu culto era acompanhado de grande licenciosidade, em que os bosques representavam uma proeminente parte. As pombas eram-lhes consagradas.

 

A rainha Jezabel não somente levou o seu marido para a idolatria, mas também o fez viver uma vida maléfica. Foi ela quem instigou Acabe a cometer um grande crime contra Nabote, cuja vinha o rei ambicionou para juntar a outros aprazíveis terrenos que faziam parte do seu novo palácio de Jezreel. Nabote recusou vender o terreno, baseando-se na lei de Moisés, segundo o qual a vinha era a "herança de seus pais".

 

Pela sua declaração foi acusado de blasfêmia, sendo ele e seus filhos mortos por apedrejamento (IIºRs. 9:26). Elias então disse que a destruição da casa de Acabe seria a conseqüência desta atrocidade.

 

Uma grande parte do reinado de Acabe foi ocupada com três campanhas contra Ben-Hadade II, rei de Damasco. Das duas primeiras guerras ele saiu completamente vitorioso. No fim da Segunda, o rei Bem-Hadade caiu nas mãos de Acabe, mas foi libertado sob a condição de restituir todas as cidades de Israel, que tinha em seu poder, e fazer bazares para Acabe em Damasco (IºRs. 20:34). Na terceira campanha, Acabe deixou de ser vencedor.

 

Veja também a lição anterior. CLIQUE AQUI

 

 

Israel Sarlo

www.facebook.com/caminhoeavida