29. abr, 2015

ANTROPOLOGIA – Aula 03

Como um todo, a história de fé israelita nos defronta ainda com vários outros problemas, dos quais apenas mencionaremos o seguinte: a idéia de Javé, durante o milênio da formação do A.T., sofreu mudanças profundas em Israel. Mais ainda: não era uma concepção simples e puramente israelita. Ao contrário, ela veio de fora, das tribos do Sul da Palestina.

 

Algumas das pesquisas aqui apresentadas, com razão e de acordo com a tradição bíblica (cf. Ex.3:18), revelam a origem da religião javista no estrangeiro. Mais tarde, depois da tomada da terra, a teologia israelita sofreu influências cananéias e paulatinamente entrou em contato com as crenças de vários povos vizinhos. Todos esses encontros tiveram conseqüências para a fé e a doutrina veterotestamentárias. Pois, apesar de fortes empenhos tardos, principalmente a partir da época deuteronômica, de fechar as portas diante de quaisquer influências alheias, Israel nunca se isolou totalmente das religiões estrangeiras. Aconteceu, inclusive na última hora da formação do A.T. ainda, que pensamentos helenizantes determinaram o conceito de Deus dentro de uma corrente teológica dos judeus.

 

Como enfrentar tal aglomeração de noções diferentes em torno de Javé no AT? Não se torna extremamente duvidosa toda a fé israelita se admite o crescimento gradual das concepções teológicas? Qual o sentido de proclamarmos o mandamento “Não terás outros deuses diante de mim”? (Ex.20:3).

 

Ao nosso ver, é inestimável o valor do reconhecimento teológico, de que muitos povos contribuíram na formação da fé bíblica. Abre-se, assim, o círculo fechado dos eleitos a fim de nele participarem aqueles outros, entre os quais estamos nós mesmos. É muito justo constatar o processo histórico do surgimento das teologias veterotestamentárias. Pois, oferece a oportunidade de dialogarmos com as diversas tradições e tomarmos uma posição própria e certa diante do Deus vivo e da realidade de hoje. Mesmo sob a hipótese de que o povo de Israel desempenhou um papel muito especial na história da humanidade, deveria ser claro que Deus não pode ser reduzido à propriedade particular de um único agrupamento humano.

 

A concepção de Deus não devia ser moldada exclusivamente pelo intelecto de teólogos israelitas. Outra vez: a veracidade de uma teologia difere da investigação a respeito de sua descendência e composição. Aí temos de lutar contra as divindades falsas. Determinada afirmação teológica do AT não se torna errônea porque contém pensamentos de etnias alheias. Só pode ser errada se não corresponder àrealidade divina e humana. A mistura de traços e elementos diversos no conceito de Javé, portanto, testemunha o fato de que a revelação, desde os primórdios, se tornava histórica e concreta, e assim acessível aos homens.

 

(Continua na proxima aula)

 

Leia também o artigo anterior: CLIQUE AQUI

 

 

Israel Sarlo

www.facebook.com/caminhoeavida