14. mai, 2015

O NOVO E O VELHO TESTAMENTO – Aula 02

A IDÉIA DOMINANTE – CUMPRIMENTO!

 

Devemos, porém, apresentar nossos critérios sobre “idéias” e o Novo Testamento (N.T.) sob um novo aspecto. Ouvimos algumas vezes a advertência para remover toda idéia preconcebida ao chegar ao Novo Testamento, deixando que ele fale as nossas mentes completamente abertas, como se estivesse sendo colocado em nossas mãos pela primeira vez. Talvez esse conselho seja valioso, especialmente quando dado a céticos ou incrédulos, a maioria dos quais parece temerosa de dar ao livro pelo menos uma oportunidade justa; mas quanto aos outros a recomendação precisa ser estudada.

 

Nós que estamos fazendo estes estudos já damos valor às páginas preciosas do N. T. e desejamos aprender seus significados mais significativamente. Queremos com certeza por de lado quaisquer idéias erradas e le-lo com a “mente aberta” por completo. Todavia, uma mente “aberta” não é necessariamente uma mente vazia. Poderemos perder muita coisa se nos aproximarmos do N. T. sem algumas idéias corretas.

 

Vamos mencionar aqui apenas uma que, se preservada desde o início, irá conferir brilho e entusiasmo ao nosso estudo do começo ao fim. A idéia é esta: O conceito característico que domina todos os escritos do N. T. é o de CUMPRIMENTO.

 

MATEUS, logo no início, estabelece este ponto e, para enfatizá-lo, inclui doze (12) vezes a frase: “Para que se cumprisse” (Mt 1:22; 2:15,17,23; 4:14; 8:17; 12:17; 13:35; 21:4; 26:56; 27:9,35). Imediatamente, da primeira vez que registra um discurso público do Senhor, ele relata como ponto-chave do mesmo: “Vim... para cumprir”. Mateus não é, porém, o único a dar esta ênfase. Qual foi a primeira palavra dita pelo Senhor ao dar início a seu ministério público?

 

MATEUS -  foi isto que disse: “Porque assim nos convém CUMPRIR” (Mt 3:13).

MARCOS - registra: “O tempo está CUMPRIDO e o reino de Deus está próximo” (Mc 1:15).

LUCAS - “Hoje se CUMPRIU a Escritura que acabais de ouvir” (Lc 4:21).

JOÃO - como sempre acontece, contraria os outros três evangelistas em lugar de apresentar-nos a primeira declaração do Senhor, oferece uma reação dos primeiros o “receberam” – “ACHAMOS!” (Jo 1:45). Depois disso, mais de sete vezes, ele repete a nota-chave de Mateus: “Para que se CUMPRA” (Jo 12:38; 13:18; 15:25; 17:12; 19:24,28,36).

 

Vemos isso de várias maneiras e em diversas frases através de todo o livro de Atos e das Epístolas. O N. T. é o cumprimento do Velho; ou, para ser mais preciso, o CRISTO do Novo Testamento é o cumprimento. Ele é o cumprimento de tudo que os profetas viram, que os salmista cantaram e os corações piedosos esperaram.

 

O N. T. é a RESPOSTA do Velho. Sem ele o Velho é como um rio que se perde na areia. Seria revelação sem destino: algo previsto, mas nunca concretizado; promessa sem cumprimento; prepara sem consumação. Se o N. T não for a resposta do Velho, então este jamais teve uma resposta e nunca poderá tê-la. Mas o N. T. é a resposta. Ele é a resposta. Ele é o VERDADEIRO, CLARO e GLORIOSO CUMPRIMENTO.

 

(continua na proxima aula)

 

 

www.facebook.com/caminhoeavida