Estudo bíblico

28. mai, 2014

AS GRANDES ESCOLAS

 

"Entrai pela porta estreita, porque larga é a porta e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; e porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem".
(Mt. 7.13-14)

 

Quando resolvi escrever sobre "A HISTÓRIA DA IGREJA" e paralelamente escrever vários artigos sobre "A ESCOLA DO MESTRE", eu tinha em mente fazer um paralelo para que estas aulas se tornassem mais fáceis para todos.


Jesus fala que o CAMINHO para o acerto é apertado e para entrar nele é preciso porfiar, isto é, lutar, guerrear, persistir, ter muita coragem e nunca desistir, pois os homens, segundo Salomão, foram feitos perfeitos, mas criaram suas próprias ESCOLAS.


Em nossas aulas sobre HISTÓRIA aprendemos sobre várias filosofias e seus filósofos:

1º - O GNOSTICISMO: A negação da humanidade de Cristo; Que seu corpo não era carne, um fantasma de aparência docética (1ª Jo 1:1-3; 2:2,3); Ensinavam que Cristo apareceu, e ensinou os seus discípulos. Mas, durante este tempo, era um ser celestial, e não de carne e sangue; Baseava-se no "conhecimento" (gnôsis), mas não no sentido em que usualmente entendemos essa palavra. Era sempre uma sabedoria mística, sobrenatural, mediante a qual os iniciados eram levados a um verdadeiro entendimento do universo e salvos deste mundo mau da matéria; Uma religião filosófica de mistério, místico, mágico no seu sincretismo e pelo seu ensino. Os que estão capacitados para recebê-lo são restaurados ao pleroma é representado como o mais inferior de uma série de "eons" ou seres espirituais, emanações do Deus superior. Em geral, as seitas gnósticas dividiam os homens em grupos: os "espirituais", capazes de salvação, de um lado, e os "materiais", que não podia receber a mensagem. Posteriormente, o gnosticismo, notadamente a ESCOLA de VALENTINO, falava numa tríplice divisão: os "espirituais", os únicos capazes de atingir o "conhecimento"; os "psíquicos", capazes de fé e de um certo grau de salvação, e os "materiais", totalmente sem esperança.

 

2º - MARCIÃO: O primeiro reformador da IGREJA que adotou a ideia de um dualismo radical que contrastava o deus deste mundo com o Deus de misericórdia revelado em Jesus. Passou a considerar o Deus do Antigo Testamento (A.T) não mais totalmente mau, mas fraco. Atacava toda forma de legalismo e judaísmo, afirmando que Paulo era o único apóstolo que tinha entendido o Evangelho e que todos os demais tinham caído nos erros do judaísmo e que, por conseguinte, o AT e seu Deus têm de ser rejeitados pelos cristãos.

 

3º - MONTANISMO: Ao contrário do gnosticismo, o montanismo foi um movimento de origem claramente cristã, a primitiva esperança na próxima volta do Cristo desaparecia. A Igreja apostólica, praticamente extinguira-se. Não criam na atuação do Espírito Santo e sem sua atuação não havia mais quem guiasse os escritores do Novo Testamento (N.T) em forma de profecia, afinal havia uma diferença para eles entre o Espírito Santo e Jesus.

 

Como vemos, estão aqui algumas ESCOLAS RELIGIOSAS e FILOSÓFICAS e estas ESCOLAS tiveram e ainda têm uma grande influência nas novas ESCOLAS que se organizam em nossas igrejas.


Hoje a psicologia tem tido um trabalho enorme com estes ensinos (ESCOLAS) e suas consequências terríveis nas pessoas. "Para entender seus pacientes e a si mesmo, Jung, desenvolveu um método e interpretação que se baseou em estudos comparativos de cultura humana, mito e religião; de fato, usou todo e qualquer material proveniente da história do mundo que tivesse alguma relação com os processos mentais. Deu a esse método o nome de 'ampliação'. As principais fontes e origens do pensamento de Jung ainda não foram claramente elaboradas em detalhe. Em seus escritos, reconheceu a dívida para com muitos pensadores que o antecederam, entre eles Goeth, Kant, Schopenhauer, Carus, Hartmann e Nietzche; da maior importância é o fato de se situar a si próprio na linguagem dos GNÓSTICOS ANTIGOS e dos alquimistas medievais...".

 

Então, como o EVANGELHO com suas BOAS NOVAS de SALVAÇÃO chegou até nós?


Quem tem lido nosso BLOG www.ocaminhoeavida.com e a nossa fan page  já deve ter a resposta, pois quando postamos a parte que fala sobre Irineu, o grande teólogo que alcançou distinção na incipiente Igreja Católica, nascido em Esmirna – Ásia Menor, onde conheceu Policarpo, entenderá sua importância na perpetuação do EVANGELHO.


Irineu morreu em Lião como Bispo, mas antes escreveu sua obra principal – Contra as Heresias – com a intenção principal de refutar as várias ESCOLAS GNÓSTICAS, revelando, porém, incidentalmente, seu próprio pensamento teológico. Irineu estudou muito e contra tantas ESCOLAS e contra suas heresias foi buscar nas ESCOLAS da LITERATURA JOANINA, da ESCOLA INACIANA as respostas para as apologias e pelo movimento "católico" dos seus próprios dias. Seria bom ainda sabermos que ele foi homem de espírito profundamente religioso, seu interesse principal era a salvação. Todo este seu desenvolvimento se deve também aos conceitos que aprendeu na ESCOLA PAULINA.


Graças a Deus, Irineu buscou o porfiar e entrar no CAMINHO estreito em busca da "ESCOLA DO MESTRE" e desta maneira nos faz saber que as demais ESCOLAS INVENTADAS pelo homem que criou o caminho largo e fácil e que muitos por ele entraram tem sido combatido por todos aqueles que no EVANGELHO PLENO busca o encontro real com o MESTRE e dEle aprender e encontrar paz em sua alma.


Este, portanto é nosso ressumo. Espero que você continue examinando o nosso BLOG e aprenda mais ESCOLAS por aqui apresentadas e que entre tantas, escolha a "ESCOLA DO MESTRE", afinal seu fardo é leve e seu jugo é suave. Qualquer um passa nesta ESCOLA, basta se matricular e "aprender dEle que é manso e humilde de coração".

 

Abraços.

 

Israel Sarlo

 

 

25. mai, 2014

SEPULCROS CAIADOS

 

Não parece, mas como somos comprometidos com a VIDA. Sofremos com nossos doentes. Acompanhamos suas SAGAS de dores e lutamos para não perde-los, mas se houver a MORTE corremos imediatamente para as despesas finais e enterra-los. Os que podem dão o melhor CAIXÃO e nele flores. O melhor cemitério com a melhor tumba, as mais intensas lágrimas e, se possível, depositá-los no CEMITÉRIO da PAZ e inconscientemente dizemos: "fique aí em paz meu isto ou meu aquilo...". Afinal nosso compromisso é com a VIDA, da morte nos descartamos logo, aliás O MESTRE disse: "Deixem que os mortos enterrem seus mortos", mas isto é para outra aula.

 

Como os cemitérios são bonitos, verdadeiros JARDINS de PAZ, mas como é isolado, triste e solitário. Os que estão ali, enterrados, cessaram seus COMPROMISSOS com a VIDA. Bem, quero que você pense um pouco nesta nossa introdução, mas vamos ao texto?

 

"Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Pois que sois semelhantes aos SEPULCROS CAIADOS, que por fora realmente parecem formosos, mas interiormente estão cheios de OSSOS de MORTOS e de toda IMUNDÍCIA" (Mateus 23:27).

 

Vamos primeiramente analisar o texto:


ESCRIBAS - Os copistas e mestres das Escrituras. No Antigo Testamento, que se referem a um secretario do rei, em algumas versões - ESCRIVÃO.
FARISEUS - Uma das principais seitas dos judeus, muito mais numerosa do que as dos saduceus.
HIPÓCRITAS - Pessoas que fingem qualidades ou sentimentos bons, mas não os possuem.
SEPULCROS CAIADOS - Sepulturas pintadas, brancas, floridas e bem cuidadas. "...Por fora realmente parecem formosos, mas interiormente estão cheios de ossos de mortos e de toda imundícia".

 


Neste texto existe uma série de "AIs", para ser mais preciso, seis "AIs" que na verdade são CENSURAS fortes aos ESCRIBAS e FARISEUS.

 

O que na verdade o MESTRE quer dizer com "OS SEPULCROS CAIDOS"? Você já deve ter percebido que a CENSURA está sendo feita aos "RELIGIOSOS", os que conhecem e professam uma "CRENÇA". Pessoas que possuem valores vindo do que ele chama de "FÉ" e o MESTRE não os livram do grifo do EVANGELHO.

 

É claro que não existe aí nenhum desrespeito aos nossos MORTOS, ao contrário, não são deles que o MESTRE está se referindo. Ele assemelha os ESCRIBAS e FARISEUS aos mortos - note: assemelha apenas no sentido da decomposição natural do CORPO HUMANO, quando de sua passagem de carne para o pó - Estágio de Decomposição.

 

O Mestre nos chama a atenção para o conteúdo do BELO SEPULCRO CAIADO - belo por fora mas imundo por dentro. Eu quando falo de pessoas "enfezadas", explico que são pessoas cheias de fezes. Quando o Mestre nos chama a atenção nesta passagem, Ele pede para que façamos um alto-exame de nosso interior. Buscar a verdade de nossos:
TESOUROS MORAIS;
TESOUROS DE NOSSAS CRENÇAS;
TESOUROS DE NOSSOS VALORES;
TESOURO DE NOSSO AMOR;
TESOURO DE NOSSOS PLANOS;
TESOURO DE NOSSOS OBJETIVOS e etc.

 

O MESTRE nos ensina: "Onde estiver seu TESOURO ali estará seu coração".

 

O MESTRE está nos ensinando que não adianta nos vestirmos de OVELHA se somos LOBOS devoradores por dentro. Que não é salutar para nossas vidas escondermos atrás das RELIGIÕES, nos fazermos de "SANTOS" enquanto no fundo ainda forem HIPÓCRITAS, afinal estamos enganando a quem? A nós mesmos.

 

O MESTRE ensina a nos despirmos de toda maldade, ciúmes, invejas, discórdias, infidelidade e etc., pois todos estes males procedem de dentro dos homens (SEPULCROS CAIDADOS).

 

O MESTRE ensina a não sermos COLECIONADORES de OSSOS, de nada que realmente seja de VALOR que possamos usar contra quem quer que seja. Ele pede para investigarmos nosso LASTRO e se existem riquezas, é para entendermos que tudo existente em quem tem vida, precisa de movimento - a vida gira e está sempre em estágios de MUDANÇAS. Tudo que se guarda tem no seu final as traças, os ladrões, as ferrugens que a tudo sem movimento destrói. Se somos a LUZ do MUNDO, não mais os FILHOS da LUZ, temos que ter tudo as claras e em movimento constante. Quem preserva velharias não tem espaço para o que é novo. Não somos como os SEPULCROS CAIADOS - depósitos da MORTE.

 

VAMOS aos "AIs" do MESTRE?

1º - "AI" dos que devoram as casas da viúvas, sob pretexto de prolongadas orações (v.14);
2º - "AI" dos que percorrem o mar e a terra para evangelizar; e, depois de o terdes feito, o fazeis filho do inferno duas vezes mais do que a si mesmo (v. 14).
3º - "AI" dos condutores de cegos! Pois que dizem: Qualquer que jurar pelo templo, isto nada é; mas o que jurar pelo ouro do templo, esse é devedor (v.16 este "ai" é pesado).
4º - "AI" dos que dão o DÍZIMO da hortelã, do endro e do cominho e desprezam o mais importante da LEI, o JUÍZO, a MISERICÓRDIA e a FÉ; deveis, porém, fazer essas cosias e não OMITIR AQUELAS (v. 23).
5º - "AI" dos que pois limpam o exterior do copo e do prato, mas o interior está cheio de rapina e de iniquidade (v. 24).
6º - "AI" dos limpos por fora mas são semelhantes aos "SEPULCROS CAIADOS" formosos por no exterior mas imundos por dentro (v. 27).

 

 

Israel Sarlo

 

 

 

24. mai, 2014

SIMPLES COMO A POMBA E ASTUTO COMO A SERPENTE...

Não existe nada em uma POMBA que nos seja útil:
Não tem farta carne;
Não é um animal limpo;
Não tem ovos saborosos;
Não produz saúde, é piolhento e nocivo ao homem.

 

Porque Jesus se refere a ela?
Jesus fala de sua simplicidade:
Alheia aos transitos;
Sempre povoando as casas dos homens;
Sempre na dependência das migalhas dos homens e
Sempre juntas dizendo sobre COMUNHÃO.

 

Um dia o MESTRE mostra algo comparado com a SIMPLICIDADE da POMBA - A INOCÊNCIA das CRIANÇAS, segundo Ele "Dos tais é o REINO dos CÉUS...".

 

SIMPLICIDADE DA POMBA e a INOCÊNCIA DA CRIANÇA são quesitos importantes para iniciarmos o bom COMPORTAMENTO para um despir das CRENÇAS e a formação de VALORES.

 

O MESTRE quando foi batizado no ESPÍRITO SANTO, Deus, note, em forma de POMBA, testificou dizendo: "Este é meu FILHO amado...". Vindo para nós como presente. Jesus, despido de sua GLORIA - VAZIO veio nos mostrar, provando que entre O BEM & O MAL Ele estava escolhendo entre estas DUAS CIÊNCIAS o BEM e isto prova que esta ESCOLHA depende unicamente de nós em parceria com aqueles que nos trazem as BOAS NOVAS, as BOAS NOTÍCIAS de como fazermos o EXERCÍCIO para adquirirmos "Corações sábios".

 

Ele escolheu nos dar a VIDA - escolheu assumir nossas dívidas e em troca nos dá a sua GLÓRIA antes deixada como herança para todos nós.

 

O EVANGELHO é uma ESPADA de dois GUMES:
Que entra, dividindo ALMA e ESPIRITO;
Organiza atinge nossas juntas é medulas;
Mostra o que nos é licito e o que também nos convém;
Nos convida a uma vida abundante;
Nos pede para voltarmos a nossa origem - IMAGEM e SEMELHANÇA de DEUS e
Daí NASCER de NOVO e após este nascimento crescer na: GRAÇA, ESTATURA e
CONHECIMENTO.

 

Tudo NOVO - NOVA CRIATURA. Fazer trocas mas entender o que está sendo jogado fora e o que está adotando como FORMA de VIDA ZOÊ. Será tudo novo para você aqui na terra, mas se você vasculhar seu espírito irá descobrir que isto sempre fez e faz parte do seu SER e que o TER lhe tem roubado inconscientemente.

 

Não se coloca água limpa em vaso com água suja - é necessário tirar o nocivo, necessário estar limpo, SIMPLES como a POMBA e pronto para a troca - INOCÊNCIA de CRIANÇA.

 

As duas leis que se guerreiam em nós, como fala PAULO chamamos de A CIÊNCIA do BEM e a CIÊNCIA do MAL. O MESTRE esteve nesta FRONTEIRA, até mesmo no final pediu que dEle, o PAI passasse aquele CÁLICE, mas Ele, de uma vez por toda, assumiu nosso lugar e agora só nos resta escolher qual destes dois CAMINHOS seguir - CAMINHOS já trilhados e vencidos. Se alguém está lhe dizendo que você precisa fazer algo quero lhe informar que todo e qualquer ato seu descrença a abertura deste CAMINHO significa abominar a CRUZ e levar o MESTRE ao SACRIFÍCIO outra vez.

 

Sejamos, portanto, ASTUTOS como a SERPENTE que esgueirado, se arrastando, se defendendo, vivendo sobre pó e sabendo que em seu veneno existe o ANTÍDOTO para do MAL, busque encontrar a SIMPLICIDADE da POMBA, aprenda a voar e que volte a sua forma anterior, a forma da fala ou de se comunicar mostrando o lado do BEM existente na ÁRVORE da ESCOLHA do BEM e do MAL. "ESCOLHA a vida para que vivas ou ESCOLHA a morte para que morras" e assim anule o SACRIFÍCIO VICÁRIO de nosso MESTRE.

 

CIÊNCIA É MUDANÇA E MUDANÇA PARA O BEM SE FAZ COM O BEM.

 

Mateus 10.16 

 

Israel Sarlo

 

 

 

23. mai, 2014

EDIFICAR -

 

 

"E Simão Pedro, respondendo, disse: 'Tu és o CRISTO, O FILHO do DEUS VIVO'. E Jesus, respondendo, disse-lhe: 'Bem-Aventurado és tu, Simão Barjonas, porque não foi carne e sangue quem to revelou, mas meu PAI, que está nos céus. Pois também eu te digo que tu és Pedro sobre esta pedra EDIFICAREI a minha IGREJA, e as portas do INFERNO não prevalecerão contra ela. E eu te darei as CHAVES do REINO dos CÉUS, e tudo que ligares na terra será ligado nos CÉUS, e tudo o que deligares na TERRA será desligado nos CÉUS'" (Mt. 16. 16-19).

 

Este texto precisa ser visto do ponto de vista do EVANGELHO, nunca segundo as religiões.


Eu salientei a palavra EDIFICAREI, futuro do verbo EDIFICAR e quero que a "ESCOLA DO MESTRE" seja compreendida em sua essência.


Aqui está o famoso diálogo de Pedro com o MESTRE - uma aulinha particular. Os religiosos dizem que a CHAVE foi dada a Pedro e daí a fábula que Pedro tenha sido o primeiro papa da IGREJA CATÓLICA.

 

 

O texto não fala da CHAVE do VATICANO, mas da CHAVES do REINO dos CÉUS, note - CHAVES - plural.Destaco ainda que neste diálogo houve uma pergunta do MESTRE no versículo 15: "...E vós, quem dizeis que EU SOU?". A resposta de Pedro foi reveladora e Cristo sempre chama para Si pessoas que possuem respostas reveladoras tiradas de dentro de si: "Tu é o Cristo, o Filho do Deus vivo". Cristo não dá resposta sem primeiro faze-las em perguntas. Deus não gosta de pessoas que são induzidas, mas que induzem outras para a VERDADE - As religiões amam induzir pessoas para te-las como reféns.


Após as indagações de muitos sobre quem deveria ser Jesus: Elias, Jeremias, João Batista ou um dos profetas (?)..., Pedro foge destas divagações e afirma ser Jesus quem na verdade O era. Pedro se convenceu, mesmo sabendo o Mestre que este homem com tamanha afirmação o negaria mais tarde - Jesus entendia e entende muito bem o que é PROCESSO.


A IGREJA do MESTRE seria EDIFICADA sobre esta base confirmada por Pedro - "O CRISTO FILHO DO DEUS VIVO" e que a CONFISSÃO feita seria o BATISMO de todos aqueles que serviriam, servem e servirão de materiais para a EDIFICAÇÃO deste "EDIFÍCIO de DEUS" - Não estou falando de BATISMO nas águas, o ritual - Deus não trabalha com homens indecisos, pois o estágio de indecisão são pesquisas elaboradas e ajustadas por estas pessoas que são confessas e batizadas no "CRISTO FILHO DO DEUS VIVO" a "IGREJA EDIFÍCIO de DEUS".


Jesus ainda dá uma lição fantástica quando afirma: "não foi a carne e sangue quem to revelou, mas meu PAI, que está nos CÉUS". Isto é, não existe neste no testemunho de Pedro nenhuma influência religiosa, mesmo judia ou dos usos e costumes, mas uma revelação vinda do PAI - É Jesus quem assim diz.

 

Mas existe outra aula ainda mais profunda, se posso dizer assim: "EDIFICAREI a minha IGREJA..." Minha IGREJA não será EDIFICADA por ninguém, pois ninguém tem a capacidade de fazer esta OBRA: um planta, outro rega, mas o crescimento é de Deus. Não tem pastor, missionário, evangelista, bispo ou outro, não precisamos subir montes, fazer votos, pagar esta ou aquela indulgencia, ir a este ou aquele lugar como se estivesse revendo um passado, pois Deus é SENHOR do tempo - É SENHOR do ontem, hoje, amanhã e eternamente. Aliás está escrito: "Não habitarei em templo feitos por mãos de homens...".

 

No final do texto temos ainda mais aulas e uma declaração bombástica do MESTRE dizendo que os revelados pelo PAI testemunhando que "CRISTO FILHO DO DEUS VIVO", portanto seu FILHO UNIGÊNITO só seria entendido por aqueles nascidos de NOVO, não da água, da carne e sangue, mas do PROCESSO de intimidade e comunhão com o SENHOR - daí as PORTAS do INFERNO não prevaleceria contra ela - IGREJA.

 

 

Porque? Por que é impossível o inferno atingir "Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do ONIPOTENTE descansará". Ele se coloca como nosso REFÚGIO e FORTALEZA e nele confiaremos. Seremos livres do laço do passarinheiro e da peste perniciosa. Estaremos coberto com suas penas e sob suas assas estaremos seguros, pois sua VERDADE é ESCUDO e BROQUEL.

 

 

E, prestem a atenção, teremos não uma CHAVE, mas todas as CHAVES do REINO do PAI. Temos acesso a sua CASA do TESOURO, pois não é assim que o mesmo MESTRE nos aconselhou para que ajuntássemos tesouro nos CÉUS? Se juntamos, sem dúvidas, para quando necessitarmos usufruirmos e ainda, tudo que aqui ligarmos, na terra, será ligado nos céus - tudo lá será com medida sacudida e cem vezes mais o que aqui é ligado e tem ainda outra confissão, se você desligar também aqui e lá será desligado, portanto cuidado com suas EMOÇÕES, pois elas tem grande poder de influenciar sua vida, portanto saiba escolher bem e o que ligar, pois você tem mais poder do que você imagina - VOCÊ É UM CIDADÃO OU CIDADÃ DO REINO DO PAI - CÉUS.


Tem muito mais coisas para se dizer neste texto, mas por agora vamos ficar com esta pequena porção e você vai se alimentando assim como eu nesta sábia "ESCOLA DO MESTRE".

 


Abraços.

Israel Sarlo

 

 

22. mai, 2014

 RICO X CAMELO



"...Quão dificilmente entrarão no REINO de DEUS os que têm riquezas! Porque é mais fácil entrar um CAMELO pelo fundo de uma agulha do que entrar um RICO no REINO de DEUS" (Lucas 18:24-25).



É claro que o MESTRE não fala dos BENS materiais, pois ninguém tem tanto ou tem mais que ELE, afinal ELE é SENHOR do ouro e da prata. Senhor de tudo! Daí as pessoas religiosas vivem sob sua suposta proteção para adquirir os BENS existentes neste mundo:
SAÚDE;
PROSPERIDADE e
FELICIDADES EM TODOS OS SENTIDOS.


É claro que o MESTRE não nos fala da riqueza humana, afinal como nosso planeta é rico em tudo, mas o MESTRE nos fala da triste possibilidade desta riqueza tirar a sensatez, o senso de comunhão, do amor ágape, da vivência em família - marco e instituição maior aqui na terra.

 

O MESTRE ensina que existe uma possibilidade que a SÍNDROME LUCIFÉRICA cresça na proporção que os BENS se acumulam no homem e este venha a perder sua naturalidade, isto é, fique insensível as coisas do REINO do PAI.


Em Mateus 5 - AS BEM-AVENTURANÇAS - Ele nos ensina, dizendo que o BEM AVENTURADO são os pobres de espírito, isto é, aquele que quanto mais aprende dEle em sua "ESCOLA", mais manso e humilde de coração fica, afinal quanto mais sede e fome de justiça temos, mais pobre nos sentimos e quanto menos sentirmos saber, mais buscamos aprender dEle.


Vamos melhorar um pouco mais nosso entendimento. Na "ESCOLA DO MESTRE" tem uma palavra dEle que diz o seguinte: "...Derribarei os meus celeiros, e edificarei outros maiores, e ali recolherei todas as minhas novidades e os meus bens; e direi à minha alma: alma, tens em depósito muitos bens, para muitos anos; descansa, come, bebe e folga. Mas Deus lhe disse; Louco, esta noite te pedirão a tua alma, e o que tens preparado para quem será: Assim é aquele que para si ajunta tesouros e não é RICO para com Deus" (Lc.12:18-21).


Percebam que não são os bens o problema, mas as atitudes em te-los que o faz idólatra, enfeitiçado e miserável. O diálogo que este RICO tem com a moeda principal para entrarmos no REINO do PAI - a ALMA: "Alma, tens em depósito muitos bens...".

 

Seria então importante que você entenda que a ALMA composta de mente, vontade e emoção passa ter como leme ou guia de sua vida os bens impregnando a mente de ilusões, sua vontade em ter mais e ser menos e sua emoção embalada pela sensação do falso poder humano, se durar muito setenta anos e após tudo isto enfado e canseira.


Não existe restrições em o homem TER bens materiais se ele tem a alegria em SER superior a estes bens. Sempre falo nos bate-papos: Dinheiro é ótimo servo mais um péssimo senhor. Se seu coração não está nos seus bens, isto quer dizer que seu tesouro está escondido em Cristo Jesus.

 

Abraços!

Israel Sarlo