21. mai, 2014

"A ESCOLA DO MESTRE" - Aula 18

"Não de coisas SANTAS aos cães..."

 

Obs: SANTO (a tradução) = SEPARADO


Jesus sempre usou muito os animais para que Ele expressasse verdades mortas em nós e hoje temos o CÃO conhecidamente como o "AMIGO DO HOMEM". O animal que é fiel, fidelidade canina, sem nenhum discernimento ou caráter, afinal é um ANIMAL.

 


É claro que temos grande admiração por estes bichos que nos servem diferentemente do boi, porco, salmão e etc, mas continua sendo animal, com seu instinto natural, mas sem a capacidade da RACIONALIDADE.

 


Quando Jesus fala para não darmos coisas santas aos CÃES, seria bom entendermos que ele não está se referindo ao CÃO, ao animal irracional, mas sim ao homem que desce ao nível da irracionalidade instintiva do mesmo.

 


Temos muitas pessoas agindo irracionalmente em nossas ruas, bairros, cidades, estados e no Brasil e em condição pior que os irracionais domésticos:
Pessoas que roubam;
Pessoas que estrupam;
Pessoas que matam;
Pessoas que se embriagam;
Pessoas alheias à Deus;
Pessoas sem o conhecimento e gratidão por família;
Pessoas que agem como cobras - envenenam todos;
Pessoas que coiceiam sem razão nenhuma (cavalos);
Pessoas que vivem enterradas em seus sub mundos;
Pessoas que não sabem o que quer dizer fidelidade e etc.

 


São estas pessoas que não sabem separar (santificar) o seu sagrado, portanto a estas pessoas não podemos dar "Coisas Santas". Coisas separadas para os experimentados no amor, na justiça, na razão e na certeza de sua MISSÃO na terra entre os homens.

 

Mas o que então fazer com os não SEPARADOS (santos) para que se tornem abençoados com a inclusão aos benefícios de Deus, já que possuem, como todos os homens, os benefícios naturais em nosso planeta?

 


A IGREJA existe exatamente para transformar o homem de seu estado ANIMAL para o estado RACIONAL, isto é, o HOMEM ANIMAL que, segundo Paulo tem que ser o primeiro a ser beneficiado (1ª Co 15:46). É claro que o homem ANIMAL nunca será transformado mas poderá ser plenamente domesticado e este processo é muito dolorido, pois terá que abandonar seus instintos irracionais para a prática do CULTO RACIONAL (Rm. 12:1-2).

 

 

Todo animal tirado de seu habitat para os circos da vida tem um tempo de ensino e também de agrado e logo se torna uma atração no espetáculo circense. Nós também temos que passar por isto e Paulo nos disse em Corinto que ele esbofeteava seu corpo e se comparava a um atleta que faz sacrifício para obter coroas corruptíveis, mas ele uma coroa de glória. Portanto o trabalho da IGREJA é o de transformar o indivíduo pela "renovação do seu entendimento" e, sem este processo teremos homens em nossos templo travestidos de ovelhas, mas tendo dentro de si natureza de lobo devorador, sepulcros caiados: belos por fora mas podres por dentro.

  

As "coisas santas" não alimentam animais, alimentam os homens que desejam uma "VIDA ABUNDANTE". O homem animal só se satisfaz com as coisas que perecem e por elas morrem e matam.

 

Que esta palavra lhe ajude a entender mais um pouco da "ESCOLA DO MESTRE".

 

 

por Israel Sarlo