17. dez, 2014

O COMBATE EM MEU INTERIOR

"Posso antecipar a resposta também: 'Sei que todos os mandamentos de Deus são espirituais, mas eu não sou. Essa não é também a sua experiência?”. Sim. Estou cheio de mim mesmo - afinal, passei longo tempo na prisão do pecado. O que não entendo a meu respeito é que decido uma coisa e faço outra, sendo levado a fazer o que absolutamente desprezo. Então, se não consigo decidir o que é melhor para mim mesmo e fazê-lo, é óbvio que o mandamento de Deus é necessário.

 

Entretanto, preciso de algo mais! Pois, se conheço a lei e mesmo assim não posso guarda-la e se o poder do pecado dentro de mim insiste em sabotar minhas melhores intenções, obviamente preciso de ajuda! Entendo que não posso cumpri-la. Posso desejar, mas não posso fazer. Decido fazer o bem, mas de fato não o faço. Decido não fazer o mal, mas acabo fazendo, de um modo ou de outro. Minhas decisões não resultam em ações. Algo está muito errado no meu interior e sempre tira o melhor de mim.

 

Isso acontece tanto que já é previsível. No momento em que decido fazer o bem, o pecado está lá para me derrubar. É pura verdade que eu me alegro nos mandamentos de Deus, mas óbvio que nem tudo em mim é festa. Partes se mim se rebelam em segredo, e, quando menos espero, elas assumem o controle. Já tentei de tudo, mas nada resolve. Já não aguento mais. “Não há ninguém que possa me ajudar?” - não é essa a verdadeira pergunta?

 

A resposta, graças a Deus, é que Jesus Cristo pode e me ajuda. Ele agiu para consertar as coisas nesta vida de contradições com a qual quero servir a Deus de todo o coração e mente, mas sou puxado pela influência do pecado, e acabo fazendo algo que não desejo.

 

(Romanos 7:14-25 - Se possível, leiam outras vezes este mesmo texto e reflitam no que Paulo está anos alertando).

 

Israel Sarlo

www.facebook.com/caminhoeavida