26. jul, 2014

ESCATOLOGIA: AULA 1 - (Mateus 24: 1 a 5)

As Alianças da Bíblia
Daniel, Mateus e Gráficos dos Eventos Históricos da Escatologia.

 

"Saindo do templo, Jesus ia se retirando quando se aproximaram dele os seus discípulos para lhe mostrarem a estrutura do templo. Ele, porém, lhes perguntou: Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra, que não seja derrubada. Então ele assentando no monte das Oliveiras, aproximara-se dele os discípulos, em particular, e lhe pediram: Dize-nos quando estas coisa, e que sinal haverá da tua vinda e do fim dos tempos. Respondeu-lhes Jesus: Acautelai-vos, que ninguém vos engane. Pois muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo, e enganarão a muitos." (1ª Ts.5:1-2)

 

Escatologia tem suas escolas e as duas principais são a Escatologia Judaica e a Escatologia Cristã. É bem verdade que a 1ª (a Judaica) tem muitas vertentes criadsa pelas inúmeras religiões. Vejamos um pouco da ESCATOLOGIA JUDAICA:

 

Todos os acontecimentos escatológicos são visíveis, pois o reino judaico é um reino visível. Toda a história do mundo tem Israel como relógio e é bom notarmos que estamos falando de um reino visível num mundo destituído da glória de Deus (Rm. 3:23).

 

Portanto, quando a Bíblia fala do RAPTO da IGREJA, da NOIVA, está falando do RAPTO entre os religiosos, da destituição da história, pois o fim das coisas deste planeta, é após a instituição da IGREJA visível em INVISÍVEL, que o mundo passará por mudanças no seu reino natural. Portanto, a mudança invisível está acontecendo desde o advento do Messias e quando isto se dá, a transformação das coisas naturais será feita pela IGREJA (Rm 8:18-27).

 

O trabalho da Igreja – Corpo do Senhor é transformar-se de noiva (improdutividade) em Esposa (produtividade); (mulher que está plantada junto ao ribeiro que dá seus frutos na estação própria). Ap.19:7; 21:2 a 9; Ef.5:29.

 

A Bíblia diz que quem está em Cristo já passou desta vida para a outra, isto é, deste reino visível para o Reino Invisível que está entre nós. Quando estamos na Escatologia Judaica buscamos os eventos as obras visíveis. Na verdade Israel é o relógio visível da história, história esta que não somos mais participantes, pois dela fomos raptados para fazermos a história eterna ou darmos continuação ao plano de Deus que foi elaborado antes da fundação do mundo (Ef. 1:3, 4), pois a história deste mundo visível terá seu fim e deste fim a igreja não participará, pois a IGREJA entrou para ETERNIDADE (Jesus das trevas nos trouxe à eternidade). Portanto a Escatologia Judaica conta a história deste mundo destituído com suas obras e sinais, aliás, isto nos ajuda a informar ao mundo sobre a verdade da Bíblia e trazer a humanidade para conhecer as bênçãos que nos está preparada antes da fundação do mundo para a eternidade que começa dentro da IGREJA INVISÍVEL pois nela, nenhuma condenação há, pois está em Cristo Jesus _ O RAPTOR.

 

A ESCATOLOGIA CRISTÃ tem também seu relógio invisível e com suas obras e sinais também invisíveis. Portanto, precisamos, Corpo do Senhor, engrandecer o nosso Deus trazendo membros para equipar esta organização mundial para a salvação de todos e tudo. Precisamos raptar pessoas da igreja visível e transformá-las, pela palavra como diz Paulo em Rm12:1,2 e Ezequiel quando fala do transplante de coração. Só assim, "raptando" pessoas das denominações para a Igreja Invisível é que elas poderão dizer que passaram de um reino para o outro, ou desta para aquela vida.

 

Quando a Bíblia diz que estarão dois no campo e um será tirado e outro deixado, o texto esta dizendo que andando não quer dizer em comunhão e isto é praxe na igreja visível, aliás, há um texto que fala que como andarão juntos se não concordam? Esta união só será possível no mesmo espírito e como as igrejas, visível e invisível estão amalgamadas isto quer dizer que, de vez em quando alguém passa de lá para cá, estão no mesmo campo, mas não no mesmo reino. O crente, ou religioso não aceita O EVANGELHO da IGREJA INVISÍVEL e por que? Notem que a igreja visível é infiel é só lermos a parábola das dez virgens: as prudentes e as imprudentes. Sabemos das imprudências existentes nas religiões, virgens loucas, descuidadas, pobres, apagadas, sem azeite, pedinte etc. Os membros da igreja visível têm um defeito profundo: a infidelidade a tudo e a todos. As denominações são pobres de conhecimento, faminta da verdade, sofre por sua infidelidade que a torna idólatra e não possui o óleo, azeite, que é o Espírito Santo, separado para as obras e sinais da Igreja Invisível.

 

Existem, portanto, dois reinos, dois caminhos, dois tipos de virgens, dois testamentos, duas igrejas, visível e invisível. Jesus veio tirar-nos da maldição do reino visível que está caminhando para a desolação como fala Pedro quando o compara como folha de papel. Estamos vendo, através do relógio do mundo os acontecimentos desenrolando e com seus sinais. Paralelamente está operando o outro Reino Invisível, no entanto Real, e que está entre nós, os nascidos de novo, e que necessitamos ver para entrar (João 3:3 e 5). Há um portal e neste portal temos que entrar para estarmos livres do final trágico deste reino; notem que a Bíblia diz que nesta época, época do acerto neste reino, a IGREJA estará desfrutando as Bodas com o Cordeiro para depois restaurarmos este planeta.

 

Nesta Igreja, a invisível, militante, dinâmica encontra-se o relógio, as obras e os sinais que nos indicarão o novo Céu e Terra e Mateus 24 nos serve de pano de fundo para estudarmos estes acontecimentos, tanto na igreja visível como na IGREJA INVISÍVEL.

 

Que sejamos abençoados com a bênção da compreensão.

 

O termo escatologia origina-se de duas palavras gregas:
ESCATON __ último
LOGOS __ doutrina, estudo.

 

Portanto, Escatologia significa o "Estudo das Ultimas Coisas". O Novo Dicionário Aurélio define Escatologia como:

1º- Doutrina sobre a consumação do tempo e da história.
2º- Tratado sobre os fins últimos do homem".

 

Com base neste conceito, a Escatologia bíblica costuma ser dividida, para fins didáticos, em:
1º- Escatologia Geral e
2º- Escatologia Individual.

 

1º- ESCATOLIGIA GERAL:

Trata do estudo da consumação final de todo sistema mundial organizado sob a forma dos governos humanos conhecidos e o estabelecimento futuro do reino eterno de Deus na terra, pelo regresso de Jesus Cristo (Dn. 2:44; Lc. 1:30-33; 1ª Co. 15:23-28).

 

2º- ESCATOLOGIA INDIVIDUAL:

Trata do estudo desencarnado e final dos justos (justificados pelo sangue de Jesus) e injustos, porque todos ressuscitarão – uns para a glória e outros para a vergonha. (Dn.12:1,2; Jo 5:24-29; Ap.20:6; 20:15).

 

A REVELAÇÃO DE DEUS É GRADATIVA E CRISTOCÊNTRICA.

O estudo da Escatologia vai confirma que tudo começou em Cristo e terminará com Cristo, pois é HERDEIRO de TUDO!

 

Vejamos o seguinte texto Colossenses 1:15: 19:
(v.15) "Ele é a imagem do Deus invisível".
(v.16) "Nele foram criadas todas as coisas".
(v.16) "Tudo foi criado por meio dele e para ele".
(v.17) Éle é antes de todas as coisas. Nele tudo subsiste".
(v.19) "porque aprouve a Deus que nele residisse toda a plenitude".
Hebreus 1:1-3.
(v.1) "a quem constituiu herdeiro de todas as coisas, pelo qual também fez o universo."

 

A REVELAÇÃO DE DEUS É GRADATIVA E HISTÓRICA.


Porque ela inicia-se em Gênesis e termina em Apocalipse.
Isaías 46:10 __ Deus declara anunciar o Fim desde o Princípio.
Apocalipse 22:13 __ Jesus declara ser:
O ALFA e o ÔMEGA
O PRIMEIRO e o ÚLTIMO
O PRINCÍPIO e o FIM.

 

"A última parte do livro da Bíblia (Apocalipse) soa como o final da história começada na primeiro livro (Gênesis)". - (H.H. Halley – Manual Bíblico, Pg 654)

 

Israel Sarlo

www.facebook.com/caminhoeavida