ESTUDO BÍBLICO 2018

22. dez, 2018

 

Quando cuidamos, no sentido de “TRATAR” ou “BUSCAR & SALVAR” o “HOMEM NATURAL” estamos na busca de sua CONSTRUÇÃO PRIMÁRIA:

1- CARÁTER - imagem e

2- DIVINDADE - semelhança de Deus.

Estamos resgatando A OBRA CRIADORA PRODUTIVA existente nele, em seu espírito.

 

Portanto “O FRUTO DO ESPÍRITO”, se deixarmos, irrigará nossas “OBRAS DA CARNE” produzindo “FRUTOS DE ARREPENDIMENTO” e não a sensação morta do fruto do remorso.

 

A natureza, cativa, espera que o homem natural que a cativou se liberte de suas “OBRAS MÁS”, volte ao “FRUTO DO ESPÍRITO” e este mude as “OBRAS RUINS DA CARNE” nos dando “VIDA ABUNDANTE” anexada com “AS DEMAIS COISAS” já pós a “BUSCA DO REINO E SUA JUSTIÇA”.

 

Seu pensar, agir e sentir negativamente são OBRAS que negam a FÉ PRODUTIVA, dando força a FÉ NEGATIVA.

 

FÉ & OBRAS são inseparáveis, pois são o que chamamos de PRAZER & ÓDIO.

PRAZER & ÓDIO estão ligados à LIBERDADE & ENCARCERAMENTO. A FÉ & OBRAS, a primeira age segundo a lei criada em nossas mentes - EXEMPLO: quero corpo definido, mas não gosto de dieta e de exercício, então, como disse Paulo, vc esmurra seu corpo, correndo por uma coroa corruptível (1ª Co. 9: 24-27).

 

As OBRAS não podem anular a FÉ, isto pode acontecer? Sim, quando achamos que OBRAS só se aplica ao AMOR PHILAN ou quando politizamos a FÉ chantageando ou nos ALTO SABOTANDO dizendo que agimos desta forma com este objetivo quando nos calabouços de nossas almas as razões são outras, pois as algemas criadas por nossas crenças nos mostram, via OBRAS, os nossos EUS e os frutos em nossa alma são visíveis em nossos corpos físicos, sociais e financeiros.

 

Por exemplo, definir (“deixar traçado”) o corpo com dor ou prazer é uma opção de sua crença. Sua mente é que sentirá prazer ou dor, daí muitos idosos, sem exercício viverem muito mais que certos jovens que exercitam sem prazer, morrendo de infarto ou até AVC.

 

Nosso termostato tem duas direções importantes:

1ª ATENÇÃO - sinal de alerta e

2ª TENSÃO - sinal de estar em zona de perigo. Percebam que nestas duas palavras há mudança de seus sentidos e lógicas.

 

FÉ & OBRAS - “Mostre sua FÉ que lhe mostro minhas OBRAS” (Tg.2:18).

 

Segundo Hebreus FÉ: “ORA, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem” (Hb.11:1).

 

“FIRME FUNDAMENTO...” é o alicerce ou a “PEDRA ANGULAR” de todos, pois “DEUS AMOU...”. A diferença de uma pessoa para com outras está na estrutura construída sobre este alicerce ou fundamento (1ª Co.3:12-15).

 

FÉ & PROVA, neste texto, significa exercício fundamentado nas coisas que fazemos com prazer levando em consideração a máxima do MESTRE no 10 por 2: “AMAI A DEUS & AO PRÓXIMO como a ti mesmo” - SIMPATIA & EMPATIA.

 

A FÉ APERFEIÇOA AS OBRAS (Tg.2:17).

 

“Meus irmãos, que aproveita se alguém disser que tem fé, e não tiver as obras? Porventura a fé pode salvá-lo?  E, se o irmão ou a irmã estiverem nus, e tiverem falta de mantimento quotidiano, E algum de vós lhe disser: Ide em paz, aquentai-vos, e fartai-vos; e lhe não derdes as coisas necessárias para o corpo, que proveito virá daí? Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma. Mas dirá alguém: Tu tens a fé, e eu tenho as obras: mostra-me a tua fé sem as tuas obras, e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras. Tu crês que há um Deus; fazes bem, também os demónios o crêem, e estremecem. Mas, ó homem vão, queres tu saber que a fé sem as obras é morta? Porventura o nosso pai Abraão não foi justificado pelas obras, quando ofereceu sobre o altar o seu filho Isaque? Bem vês que a fé cooperou com as suas obras, e que pelas obras a fé foi aperfeiçoada. E cumpriu-se a Escritura, que diz: E creu Abraão em Deus, e foi-lhe isso imputado como justiça, e foi chamado o amigo de Deus. Vedes então que o homem é justificado pelas obras, e não somente pela fé. E de igual modo Raabe, a meretriz, não foi também justificada pelas obras, quando recolheu os emissários e os despediu por outro caminho? Porque, assim como o corpo sem o espírito está morto, assim também a fé sem obras é morta” (Tg.2:14ss).

 

OBRAS: (Tg. 3:13; Hb.10:24; 9;14; Tt.3:5, 8;  Cl.1:21; Ef.2;10; Gl.3:20 vc. Gl.5:19; Ap. 18:5,6; 14:13; 3;8,15; 3ª Jo. 1:10; 1ª Jo. 3:12 e etc.).

 

Envie suas dúvidas e comentários. Estou à disposição para ajudar.

 

 

Por Israel Sarlo.

 

 

 

3. nov, 2018

ESTERIA SIGNIFICA ÚTERO, portanto EUFORIA OU ALFORRIA NÃO CONTROLADOS SÃO IMPOSTORES COM MESMO GRAU DE DESTRUIÇÃO.

Tenho exposto minha vida emocional e até mesmo minha vida no trabalho acreditando no que afirma a Palavra: “Se com a boca falar e coração crer...”. Faço isto para meu EQUILÍBRIO.

AS DIFICULDADES PODEM ENFRAQUECER OU FORTALECE O HOMEM - A ESCOLHA É SUA - EQUILIBRA OU DESEQUILIBRA O SER.

Vejo muita EUFORIA e nada de ALFORRIA.

COMO CRER NO OUTRO, PARA COMUNHÃO DE DOIS OU TRÊS PARA O MESTRE VIR A SEU CÍRCULO, SE VOCÊ NÃO CRER EM SI MESMO? — DESEQUILÍBRIO?

A missão do EVANGELHO não é o de lhe dar respostas,  mas o de levar cada um de nós a nos interiorizarmos, nos perder nos labirintos de nossa história familiar,  achar a simbiose dos erros e acertos dos familiares e voltar para nós mesmos com as respostas - só nos achamos depois de nos perdermos. É assim ou voltamos à lama como porcos limpos ou comemos o próprio vômito como fazem os cães.

Ou eu aceito esta verdade ou continuo um cristão meia pataca e termino minha vida como os Hebreus saídos com honras do Egito para morrer desonrados e espalhados como alimentos para as aves de rapina no deserto. Meu alvo é CANAÃ e não o DESERTO.

“Onde estiver seu tesouro ali estará seu coração” (Mt.6:19-21, 25,26).

Tenho me questionado muito sobre os meus reais VALORES. Qual o tamanho da minha fé segundo a base de meu crer mediante o exercício  de meu “EU SEI QUE TODAS AS COISAS COOPERAM...” ou do quem “SOU EU”?

Será que tenho fé? E se tenho na menor medida dada pelo MESTRE “SEMENTE DE MOSTARDA” porque não mudo nada em mim? Porque meu estado de felicidade ou tristeza funciona no termostato ligado no ter e não no ser?

A ESCOLA APOSTÓLICA NOS TRÁZ, em Paulo, luz a está emblemática situação do 1º homem:

“Não digo isto como por necessidade, porque já aprendi a contentar-me com o que tenho.   Sei estar abatido, e sei também ter abundância; em toda a maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, como a ter fome; tanto a ter abundância, como a padecer necessidade. Posso todas as coisas naquele que me fortalece.”

 

QUEREMOS SEMPRE TER O MELHOR... MAS SERÁ QUE DAMOS O NOSSO MELHOR?

Está aula é para mim. Estas têm sido minhas indagações em relação minha vida como homem natural desejando as benesses do homem espiritual.

POR QUE DIZEMOS DA NECESSIDADE DA METANOIA e no exercício da PERDA de algo que nos leva a idolatria e ao fetiche preferindo a ZONA DE CONFORTO onde não crescemos para multiplicar? METANOIA é ou não o TRANSPLANTE DE CORAÇÃO, SEGUNDO EZEQUIEL para sermos “NOVA CRIATURA NASCIDA DE NOVO?” Se temos fé na base do crer porque desesperamos quando nosso barco muda de direção exatamente para mudança de rota;  se cristianismo significa o não conformismo com a vida do “homem animal? Não estamos vivendo como lobos vestidos de ovelhas?

Abraão e Deus deram o seu melhor - O QUE AMAVAM” (Fp.4:11-13).

ABRAÃO PAI NA FÉ? Não! Ele creu no Deus monoteísta, o crer veio antes da fé, do contrário ele não se teria permitido o exercício do crer onde está a dúvida para atuação do livre arbítrio, pois o arbítrio atua como encruzilhada, precisa do “e sabemos que...” para a escolha de vida.

CRER TRAZ dúvida;

CRER TRÁZ o exercício p/ escola;

CRER é ferramenta da vida natural;

CRER é fazer o não certo do sim;

CRER é plantar incerteza e colher certo;

CRER faz existir coisas de M/P. existente.

 

FÉ não tem dúvida;

FÉ medidas segundo s/circunstâncias;

FÉ é fruto e base do  crer;

FÉ é ferramenta do h/ espiritual;

FÉ não produz OBRAS c/ as do Mestre;

FÉ fez o mundo existir do nada;

 

AMOR É ESPIRITUAL

DOAÇÃO OBRA MATERIAL.

CONEXÃO? AMOR - RAIZ - OBRAS - FRUTOS DE ARREPENDIMENTO OU NÃO.

Deus é pai verdadeiro. Dá o melhor para os filhos e nem sempre o melhor dele é compreendido. Houve perdas ou haverá? Você está buscando a “JUSTIÇA DO REINO”? Não se preocupe, pois o que lhe está sendo tirado é o grão de milho, pois atrás dele virão as espigas. Não foque nas perdas, mas nos ganhos dela.

1. PLANTA RIQUEZA, COLHE PROSPERIDADE;

2.  PLANTA TRISTEZA, COLHE ALEGRIA;

3. PLANTA PERDAS, COLHE FARTURA.

 

Por Israel Sarlo

 

 

22. set, 2018

Sabemos que Deus não faz acepção de pessoas. Não existe favorecimento para este ou para aquele - Ele ama a todos igualmente, portanto esta ou aquela ação política não faz mudar O DOM DE AMOR DE DEUS.

O porque das vidas das pessoas terem somatórias diferentes, nem sempre, para muitos agradáveis, outros ruins, envolvendo lutas nas finanças, doenças, riqueza, prosperidade, morte e etc., não está na vontade de Deus o seu fracasso ou seu sucesso, pois não somos marionetes nas mãos de um DEUS que brinca com nossas vidas, criando emoções positivas ou negativas, causando problemas sociais diferentes, doenças, cadeias e loucuras.

Claro, somos resultados de nossas ESCOLHAS que, por sua vez, criam nossas CIRCUNSTÂNCIAS e toda nossa vida se torna CIRCUNSTÂNCIA PARADISÍACA ou PARASÍTICA ou CIRCUNSTÂNCIA DESÉRTICA.

Quando Josué separa os dois grupos para chegar à JERICÓ, cidade além do Jordão o primeiro grupo só enxergou dificuldades:

- MUROS ALTOS E LARGOS;

- GIGANTES ENORMES;

- SE SENTIRAM C OMO GAFANHOTOS;

- VISÃO DE MEDO QUE FAZ RECUAR;

- VISÃO QUE TIRA A RAZÃO.

Já o segundo grupo foi otimista, sem duvida percebeu os perigos registrados pelo 1º grupo, mas o enxergar do segundo grupo barrou o ver do primeiro:

 

- A TERRA EMANA LEITE E MEL;

- ENXERGARAM QUE A TERRA ERA PRÓSPERA E CONVIDATIVA;

- O ASPECTO É DE CANAÃ O ELDORADO DOS HEBREUS.

Não ficou em falácias medrosas e cheia de ostracismo, covardia e visão míope, trouxeram cachos de uvas trazidos por dois homens. Haviam provas que fizeram os Hebreus vencerem gigantes e não se manterem pequenos como gafanhotos diante do Jordão e dos muros altos e largos de Jericó.

Eu sou um idoso, simpático rsrs, beirando os meus 80 anos. Todos os meus desejos em ter bens em minha juventude tive que afogá-los nos mares das CIRCUNSTÂNCIAS da época  criada por todas as minhas escolhas, pois não podia ficar nas margens de meu JORDÃO, a família me empurrou por água a dentro sem saber nadar. Não conhecia as muitas opções, pois a prioridade era a de sobrevivência. Só conheci os “nãos” da dura e amarga vida. Muitas tristezas que logo se transformaram em ódio, pois só transferia todo insucesso à outras pessoas e nunca para as minhas ESCOLHAS.

Resolvi então assumir minhas escolhas e com elas os meus erros. Foi então que entendi que toda minha fisiologia não dependia dos outros, naturalmente meu corpo respondia de acordo com o que bebia, comia e dormia, portanto tudo dependia da inteligência funcional do meu físico segundo o combustível que eu o abastecia. Aí caiu a minha ficha. Minha vida social, moral, humana e espiritual também dependia do combustível que abasteceria minha mente. Então tiraria as transferências de culpa que eu colocava nos outros, assumiria minhas ESCOLHAS retirando ódio, politicagem, baixa consciência, baixa autoestima... Entendi o significado de METANOIA na minha vida. Precisava da transformação do entendimento. Precisava escolher os bons pensamentos e os sentimentalizá-los.

Comecei a usar “números”. Aprendi subtrair o que não servia em minha vida. Dividir o mau em relação ao mal e aí a soma e multiplicação do que é bom passou a ser clara em minha vida e foi assim que deixei o 1º grupo e assumi o 2º grupo de olheiro em direção a CANAÃ.

Não se perturbem com as derrotas, mas também não se iludam com os sucessos, se não houver visão inteligente ambos serão impostores em suas vidas.

DERROTAS quando geridas inteligentemente passam ter sinônimo de TRIBULAÇÃO que produz: PACIÊNCIA; EXPERIÊNCIA e a ESPERANÇA.

SUCESSO VERDADEIRO só é duradouro quando cresce nas TRIBULAÇÕES travestidas de DERROTAS. Você pode mudar isto, pois isso eu sofri em minha vida de maneira quase mortal em minha vida física, social, moral e espiritual. Não foi fácil, mas, como podem notar, estou entre vocês compartilhando minhas experiências e gratidão em Cristo.

 

Por Israel Sarlo

 

 

 

 

7. jul, 2018

 

“Mas, sobretudo, tende ardente caridade uns para com os outros; porque a caridade cobrirá a multidão dos pecados. Sendo hospitaleiros uns para com os outros, sem murmurações. Cada um administre aos outros o DOM como o recebeu, como bons dispenseiros da multiforme graça de Deus.  Se alguém falar, fale segundo as palavras de Deus: se alguém administrar, administre segundo o poder que Deus dá; para que em tudo Deus seja glorificado por Jesus Cristo, a quem pertence a glória e poder para todo o sempre. Ámem” (1ª Pd. 4:8-11). Notem que este DOM vem da DISPENSA DE DEUS precisa ser natural em nós, afinal fomos “FEITOS PERFEITOS”.

 

“Não erreis, meus amados irmãos. Toda a boa dádiva e todo o DOM perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação. Segundo a sua vontade (substituir vontade por graça), ele nos gerou pela palavra da verdade, para que fôssemos como primícias das suas criaturas. Portanto, meus amados irmãos; todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar. Porque a ira do homem não opera a justiça de Deus” (Tg.1:16-20). Este DOM chamado de “PERFEITO” é o responsável pela “OPERAÇÃO DA JUSTIÇA DE DEUS” é dele que vem as “demais coisas”.

 

“Ninguém despreze a tua mocidade: mas sê o exemplo dos fiéis, na palavra, no trato, na caridade, no espírito, na fé, na pureza. Persiste em ler, exortar e ensinar, até que eu vá. Não desprezes o DOM que há em ti, o qual te foi dado por profecia, com a imposição das mãos do presbitério. Medita estas coisas; ocupa-te nelas, para que o teu aproveitamento seja manifesto a todos. Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina: persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem” (1ª Tm.4:12-16). DOM existente em nós e despertado por informação da PROFECIA via imposição das mãos. Este DOM nos assegura a INTUIÇÃO, pois discerne a SÃ DOUTRINA.

 

Apenas textos que em nós desperta ou nos faz lembrar e nosso espírito agir em favor dos sedentos e famintos de Deus.

 

Desperta, desenvolva, nutre o DOM do saber, do aprender, do buscar conhecer o Evangelho para que as demais coisas sejam acrescidas na sua vida.

 

 

Por Israel Sarlo

 

 

26. mai, 2018

Quando usamos textos precisamos cuidadosamente prestar a atenção no contexto deles, ou seja, é importante entender a época, as circunstâncias daquele tempo e daquele povo, considerar a bagagem histórica e dos costumes, etc. Seria muito bom, e já venho pedindo isto, e considerando que os LIVROS DA BÍBLIA não estão em ordem cronológicas, considerar também quem escreveu, para quem escreveu e historicamente entender a crença destes povos com a chegada da verdade (Evangelho) em parte, pois quando Paulo e os demais apóstolos e discípulos ousaram um pouco mais, eles tiveram suas vidas físicas destruídas.

Por exemplo, a IGREJA EM CORINTO, a devassidão moral, social e miscigenação era enorme, no entanto a Carta a ela dirigida destaca “decaídos os DONS”. Que DONS eram ESTES? Há uma diferença grande entre a 1ª e 2ª CARTA AOS CORÍNTIOS. Existe uma diferença enorme entre as IGREJA DA GALÁCIA que eram quatro:

ANTIOGUIA; LISTA; DERBE e ICONIO.

Quando Paulo nos ensina sobre o MESTRE, a influência dos deuses pagãos eram grande, misturado com o deus dos judeus, que por sua vez trazia tudo das crenças egípcias, dai a ESCOLA PROFÉTICA desmistificando também as crenças dos deuses, reis e mitologias desde Nabucodonosor até aos Césares em Roma. Por isto não podemos misturar história com religião, nem mesmo BÍBLIA com o EVANGELHO.

Tenho muito cuidado em trazer nossas aulas, pois as divisões da alma, do nosso espírito, do ESPÍRITO DE DEUS, os dons e tudo que estamos estudando precisa de cuidado redobrado e no EVANGELHO não se estuda isoladamente, precisamos das três ESCOLAS (a do Mestre, a Profética e Apostólica) com suas histórias e, repetindo, cuidado com a ordem em que os Livros formaram a BÍBLIA. Partes fazem o todo, portanto vamos entender as partes cuidadosamente para chegarmos ao todo.

Recomendação: procure na BÍBLIA um livro histórico e o estude, se deseja um livro técnico religioso, escolha um dos cinco escrito por Moisés; Quer saber sobre as máximas da verdade? Leia os tantos livros dos muitos profetas. Quer saber sobre o Mestre e seus apóstolos? Leia um dos quatro livros biográficos. Sobre as Cartas de Paulo, busque o seu dom ministerial e escolha AS CARTAS GERAIS AS PASTORAIS, O LIVRO HISTÓRICO DE ATOS, AS CARTAS DOUTRINÁRIAS e desta maneira você descobrirá sua função, como MEMBRO no CORPO DE CRISTO.

Outra dica: se você vasculhar aqui no BLOG vai encontrar o índice de assuntos, escolha um, aparelha com outros com o mesmo viés e, tenha certeza, que seus olhos se tornarão luz e seus corpos, físico, almático e espiritual não andarão em trevas.

 

Bom proveito.

 

Por Israel Sarlo.