19. jun, 2019

A IMPARCIALIDADE DE DEUS - AUSÊNCIA DO DESTINO.

(Referência para o estudo: Romanos 8) 

Se fomos “CRIADOS IMAGEM E SEMELHANÇA DE DEUS”, somos perfeitos e retos, não só segundo Gênesis, mas também Eclesiastes, portanto temos o CARÁTER & DIVINDADE DE DEUS. 

I.                    DAVI O HOMEM SEGUNDO O CORAÇÃO DE DEUS

Para reinar Israel Davi é escolhido por Deus para ser rei e quem tem assumiu essa missão foi Samuel. 

A-      DAVI não era nenhum exemplo de pureza - Natã, seu profeta o repreende amargamente por premeditar a morte de Urias, deixar de lutar na guerra, prostituir Berseba e de construir o templo.

B-      DAVI teve uma espada destruidora em sua família, seu reino dividido por seu filho e incesto causando morte entre seus familiares.

C-      DAVI, embora tenha errado tanto, seu coração era segundo o de Deus. Não havia maldade no trato com a vida e vida são pessoas. Davi era impulsivo, corajoso e acreditava em Deus embora o exercício da fé crescente veio com o tempo na embalagem arrependimento (Sl.51; 77).

D-      DAVI era homem de gratidão que gera respeito e a ação de reparo dos erros. 

Em II° Samuel 9 vamos encontrar sinais do caráter de Davi, demonstrando e exercendo gratidão a família de Saul.

 

II.                  ABRAÃO É TIDO COMO HOMEM DE FÉ

Para ilustrar a IMPARCIALIDADE DE DEUS vamos para a GALERIA DE PESSOAS em Hebreus 11? Só tenham cuidado nas traduções bíblicas com as palavras CRER & FÉ. Considere ainda, para cada personagem mencionado em Hebreus 11, a história, o tempo, a cultura, crença daqueles povos em que faziam parte.

Deus é IMPARCIAL e Paulo nos diz claramente dos papéis que norteiam o HOMEM E DEUS: “...O que semeia colhe...”.

O LIVRE ARBÍTRIO em cada criatura, no planeta, em cada ser vivente não sofre interferência de Deus, mas sim sofre interferência positiva ou negativa do caráter e divindade do homem. Se observarmos Romanos 8 vamos descobrir a parcialidade na “COROA DA CRIAÇÃO” sua excelência O HOMEM que levou o planeta ao estado de desespero, a flora e a fauna escravas que esperam sua liberdade das mãos do homem que a tem cativado.

Com isso, acredito ser possível compreender o texto do Mestre: “ E conhecereis a VERDADE É A VERDADE o LIBERTARÁ”. (João 8:32)

 

Por Israel Sarlo