19. nov, 2019

SABEDORIA

“A sabedoria já edificou a sua casa, já lavrou as suas sete colunas”. (Provérbios 9:1)

 

“Deixai os insensatos, e vivei, e andai pelo caminho do entendimento”. (Pv 9:6);

“Dá instrução ao sábio, e ele se fará mais sábio; ensina ao justo, e ele crescerá em entendimento”. (Pv 9:9);

“O temor do SENHOR é o princípio da sabedoria, e a ciência do Santo, a prudência”. (Pv 9:10);

“Se fores sábio, para ti sábio serás; e, se fores escarnecedor, tu só o suportarás”. (Pv 9:.12)

Umas das torneiras que mais fecha a abundância de SABEDORIA em nossas vidas chama-se MEDO, o qual é a fonte da “ ZONA DE CONFORTO”. O medo gera dificuldades e empecilhos no indivíduo para criar e fazer coisas diferentes ou anexar ao seu trabalho outras oportunidades para expandir assim o seu leque de bons resultados.

Para não sair desta zona de conforto, as mais variadas desculpas são utilizadas, portanto não passam de auto-sabotagem.

Precisamos de SABEDORIA CRISTALINA. Junto a ela precisamos de CORAGEM, enfrentar a ponto de eliminar os medos e as políticas (no sentido de condição, direção, influência) burras do mundo “VIVENTE”. Caso contrário, continuaremos na mediocridade, ou seja, levaremos uma vida nada abundante.

Já se pegou questionado sobre alguma mazela ou ocorrido? “Por que? Como? Justamente comigo”? É comum a gente está sempre questionando e quase nada afirmando. Muitas coisas passam em nossas vidas como verdadeiros milagres, mas é tão natural que não damos a devida importância ou não achamos novidade.

Tem plantas que não consigo tirar de minha terra, muito menos arrancar suas raízes, estão profundas de mais, porém posso poda-las, ornamenta-las e não deixar produzir frutos.  Claro que no caso de plantas novas e daninhas posso já arrancar pela raize e, como disse, as que não posso extirpar, deixo que façam sombras em meu deserto.

Gosto deste texto: “Ainda velhos darão frutos...”, isto não quer dizer que sejam bons ou ruins, o importante é frutificar e conhecer a natureza do fruto produzido, não foi assim que o Mestre nos ensinou em relação ao joio e o trigo?

Tem sementes que não se come, mas podem ser reaproveitadas e trabalhar em artesanato, por exemplo. Ou seja, tira-se proveito ao transformar.

No versículo primeiro lemos: “A SABEDORIA já lavrou as suas SETE COLUNAS”. Notem que SALOMÃO remete à “LAVOURA”. Outro texto bíblico também nos ensina o seguinte: “E tudo que fizerdes prosperará”, isto é, o que você plantar, lançar em forma de semente em terra boa, depois de lavrar, tirando pedras, espinhos e espantar os pássaros, é que a PROSPERIDADE virá. (Leiam Mateus 13: 3-23)

“Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará. ” (Salmos 1:3)

São sete colunas edificadas com a SABEDORIA:

  1. CORAGEM;
  2. DISPOSIÇÃO;
  3. DISCERNIMENTO;
  4. SIMPATIA;
  5. EMPATAI;
  6. DOM NATURAL e
  7. HUMOR (bom ânimo)

Notem que todas estas SETE COLUNAS são naturais, pertencem ao “HOMEM NATURAL”, ou seja, “ALMA VIVENTE”. Nada místico, nem distante de nossas possibilidades de exerce-las. Não são atributos do “HOMEM ESPIRITUAL”.

Paulo destaca: “E SABEMOS QUE...”. (Rm 8:28)

Tal expressão refere-se ao CONHECIMENTO que é CONSCIÊNCIA e esta é a base onde construímos com SABEDORIA, ou seja, como edificamos a nossa vida.

Toda esta nossa “construção” passa por fogo, a grande questão é sobre qual material utilizamos para edificar. Ao passar pelo fogo: se manter ou não depende da estrutura escolhida.

“Porque nós somos cooperadores de Deus; vós sois lavoura de Deus e edifício de Deus.

Segundo a graça de Deus que me foi dada, pus eu, como sábio arquiteto, o fundamento, e outro edifica sobre ele; mas veja cada um como edifica sobre ele. Porque ninguém pode pôr outro fundamento além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo. E, se alguém sobre este fundamento formar um edifício de ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno, palha; A obra de cada um se manifestará; na verdade o dia a declarará, porque pelo fogo será descoberta; e o fogo provará qual seja a obra de cada um. Se a obra que alguém edificou nessa parte permanecer, esse receberá galardão. Se a obra de alguém se queimar, sofrerá detrimento; mas o tal será salvo, todavia como pelo fogo. Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? ”

(1 Coríntios 3:9-16)

 

Este “EDIFÍCIO” é também comparado à IGREJA - CORPO DE CRISTO, tem duas divisões:

1ª A BASE INTERNA (PEDRA ESQUECIDA PELOS EDIFICADORES EXTERNOS) e

2ª A EDIFICAÇÃO EXTERNA (MATERIAL DE CONSTRUÇÃO SEGUNDO A ESCOLHA DE CADA UM).

Portanto a base é única - A PEDRA FUNDAMENTAL – que é JESUS. Já a construção pode ser filosofal, religiosa, histórica, costumes e tradições, etc... Ruirá como a catedral de NOTRE DAME, por exemplo. É como viver sem sabedoria, só reclamando de saúde, finanças, relacionamentos, trabalho, etc, que, na verdade, acontecem por acomodação e por não usarem de “SABEDORIA”.

A base é JESUS! Mas a construção sobre esta BASE é do homem - “ALMA VIVENTE”. Se entenderem e viverem as “SETE COLUNAS”, à estas se unirá um dos gomos do “FRUTO DO ESPÍRITO” – que é o “DOMÍNIO PRÓPRIO”.

Conhecimento e sabedoria são ferramentas essenciais em nossa lavoura e edificação. Vivamos, segundo a aula de hoje, tendo o conhecimento como o adubo para o crescimento (exercício da sabedoria), e nunca vamos esquecer que toda árvore tem a mesma natureza da árvore do ÉDEN: O BEM E O MAL - que saibamos extrair dela o que melhor nos nutri.

Espero que entendam e descubram que nós temos dois tesouros e sabemos muito de suas naturezas. Sabemos bem de nossas “OBRAS” e de nosso “FRUTO”.

Que sejamos despertados por nossas próprias palavras, ações e reações.

 

Israel Sarlo

www.facebook.com/caminhoeavida