13. ago, 2020

01. RELIGIÕES INTERFEREM NAS CRENÇAS

O inicio da civilização dos povos na terra sofreu muito com  ganância dos homens no poder. O desejo do controle de tudo e todos dividiu a humanidade em classes, clãs, sem falar nos mitos que se tornaram entidades, compondo assim o que chamamos de POLITEÍSMO. Criaram seus deuses monstros que se perpetuam até hoje, mesmo sendo criado o MONOTEÍSMO com um só DEUS, com todas as nuances do POLITEÍSMO arraigado nas CRENÇAS ideológicas dos povos.

Para chegarmos ao ponto certo do “CRER" que gera a “FÉ”, BOAS NOVAS DE SALVAÇÃO destas crenças, nos é dado A IGREJA com sua REGRA COMPORTAMENTAL – O MANUAL DO HOMEM – O EVANGELHO. Portanto, com mais esta FERRAMENTA sobre CURIOSIDADES,  vamos buscar DESMISTIFICAR as CRENCAS PAGÃS, tanto no POLITEISMO como no MONOTEÍMO.

(Se tudo e todos tiveram início no CONTINENTE AFRICANO, somos resultados tanto biológico e psiquicamente dos povos deste continente. Como nômades, buscaram povoar todo o PLANETA).

PARA ENTENDERMOS O MUNDO DAS CRENÇAS PRECISAMOS ENTRAR NO MUNDOS DAS RELIGIÕES: 

A ÁFRICA ou o CONTINENTE AFRICANO nos trará respostas importantíssimas as muitas CRENÇAS que povoam nossas MENTES EMOCIONAIS e não satisfazem a nossa MENTE  RACIONAL.

Os estudiosos dizem que a ÁFRICA é o nascedouro do HOMEM a cinco milhões de anos. A ÁFRICA hoje, ou o continente africano, abriga  inúmeros povos, falam 800 línguas, classificadas 730, as demais línguas dialetos. Estes povos foram divididos por RAÇAS e por áreas  culturais, mas já alguns anos esses critérios mostram-se insuficientes. 

Embora a delimitação das línguas  não sejam precisas, a classificação linguística é, sem dúvida, preferível a outras. Em 1966, uma divisão do continente africano em quatro grandes grupos linguísticos, composto por várias famílias; tem como o mais importante o grupo CONGO-KORDOFAN, cuja principal família é  nogero-congolesa. A área linguística CONGO-KORDOFAN abrange o centro e o Sul da ÁFRICA.

Vamos buscar na história e no “hoje” a verdadeira situação de nosso berço e entender as raízes entrelaçadas de nossa ÁRVORE GENEALÓGICA e como trouxeram ao planeta o POLITEÍSMO e como, no MONOTEISMO, estas raízes (crenças) criaram e mantém seus mitos, seus PANTEÕES e seus TOTENS.

 

*** AS RELIGIÕES AFRICANAS ***

Em suas fronteiras, não  falam a mesma língua. A dificuldade, vamos assim dizer, missionária, não iguala os povos deste fascinante continente. Se estudarmos os países do NORTE temos o desenvolvimento do ISLAMISMO culturalmente egípcio e berbere, este último, principalmente, impregnado de culto de possessão feminina, que já foram comparados ao antigo culto grego de Dionísio, e magias africanas. Antes do ISLAMISMO, houve o judaísmo das tribos berberes e também o “cristianismo" africano que, na expansão  do movimento puritano, sobre isto temos em nosso BLOG informações valiosas, aliás,  combatido por Agostinho (354-430), já antevia esse particularismo dos bebês, que sempre os fez escolher uma forma de religião que não concilia exatamente os seus dominantes. A OESTE, era diferente. Em SINEGAL são os cultos dos aborígenes, dos habitantes naturais desta região  - OESTE DA ÁFRICA. Na GUINÉ, na LIBÉRIA, na COSTA DO MARFIM, em SERRA LEOA e em BENIM, predomina  o sincretismo. Os mandas são islamizados, mas o mesmo não com os bambaras, os miniankas e os seguros. Na federação  nigeriana prosperam  os cultos ancestrais. A religião  dos iorubas é uma das mais importantes da região.

Bem, se notarmos atenciosamente, todas estas CRENÇAS influenciaram e influenciam todos os povos do planeta, cada uma recriando dogmas numa mistura religiosa terrível, criam assim seus deuses mentais que, por sua vez, criam formas psíquicas tão discriminadas por séries, filmes, biografias de horror segundo a pequena cultura cristã que nos liberta destas MENTES que MENTEM.

 

Por Israel Sarlo.

 

Insta: @blogocaminho

www.ocaminhoeavida.com

www.facebook.com/caminhoeavida

Contato: ocaminhoeavida@hotmail.com