20. abr, 2015

OS CÉUS E A TERRA - Aula 82

Outros Seres Espirituais

 

Parece haver uma espécie de hierarquia entre os seres espirituais do segundo céu. Arcanjos como Miguel têm mais poder que outros anjos no segundo céu. Vemos evidências disso na ajuda dada a um anjo quando ele estava sendo impedido de entregar uma mensagem a Daniel (Dn. 10:12-21). Este episódio reforça outro fato importante sobre os exércitos do segundo céu. Nem todos estão alinhados com os propósitos de Deus. O reino do segundo céu é uma dimensão onde existe tanto o bem quanto o mal. O anjo do Senhor estava sendo impedido por outro ser sobrenatural – o príncipe da Pérsia – de uma ordem de entidades malignas que tinha algum tipo de influência sobre as nações da terra.

 

Não é o fato de alguma coisa ser espiritual que determina se ela é boa. Poderes demoníacos e espíritos malignos exercem sua influência sobre as questões da humanidade. Eles inspiram falsas idéias religiosas (1ª Tm. 4:1) e afligem as pessoas com tormentos interiores. Nem todas as impressões e vozes que as pessoas ouvem em suas mentes e corações vêm do Senhor. Na verdade, quando uma pessoa está ansiosa por entrar em contato com a dimensão espiritual, uma das maiores armadilhas nas quais ela pode cair é a confusão. Ela presume que qualquer coisa que venha do céu deve ser boa porque é espiritual.

 

Por diversas vezes a Bíblia nos adverte a “provar os espíritos” para termos certeza de que eles estão alinhados com Deus (1ª Jo. 4:1). Não se deve acreditar em toda e qualquer experiência espiritual. Assim como Deus nos instruiu a não consultar os exércitos do primeiro céu para obter direção para nossa vida. Ele nos admoesta a não procurar as hostes do segundo céu. A astrologia é um mal, mas também o é qualquer tentativa de contatar seres do mundo espiritual por meio de “médiuns ou advindos” (Lv. 19:31; II° Rs. 21:6). O ponto central aqui é que nem todas as hostes do segundo céu pertencem a Deus. Por isto estudamos em Hebreus que Jesus ao voltar para a glória instalou-se no Santo Tabernáculo, não feito por mãos humanas e que já existia antes da fundação do mundo e que lá trabalha. Isto quer dizer que é preciso muito estudo para entender tudo isto (Hb 9:11, 23-28).

 

Não é de muito proveito tentar imaginar o que exatamente fazem os espíritos malignos que habitam a dimensão espiritual dos cosmos, mas sabemos que eles são de diferentes tipos: governos (príncipes), poderes (jurisdições), domínios ou forças (influências), tronos (lugares de autoridade) etc... As passagens bíblicas que tratam desses seres espirituais se concentram não em suas diferenças, mas em três fatos presentes em todas as forças malignas do cosmo:

 

• Elas foram criadas como seres que não são mais impressionantes em seu próprio mundo do que o somos no nosso (Cl 1:16);

• Elas estão abaixo e completamente sujeitas a Jesus Cristo (Ef. 1:20-23);

• Nós podemos e devemos resistir à sua influência (Ef. 6:10-12).

 

Nota > Seria bom entendermos uma coisa simples, mas importantíssima: “Na casa de meu Pai há muitas moradas, se não fosse assim não... vou preparar-vos lugar...”. Casa do Pai não é o segundo céu e preparar lugar significa que isto é feito no segundo, pois isto requer trabalho.

 

Seria ainda importante notar que quando falamos de tabernáculo aqui na terra criado por Moises, tendo como exemplo o celestial, o daqui apenas uma pobre réplica, isto quer dizer que só existe réplica quando o original existe. Ele, o original foi construído antes da fundação do mundo.

 

No segundo céu não existe nenhum cristão, existe trabalhos em função dos mesmos. Existe lá uma vida paralela a nossa. Quando Estevão foi apedrejado ele viu Jesus, através da dimensão espiritual, ele viu o céu (2° céu) aberto e Jesus advogando.

 

Quando falamos de anjos administradores dos bens, ou das causas dos cristãos, isto quer dizer que esta vida paralela é tão importante que desassociá-la de nossas vidas significa se perder nesta vida.

 

Precisamos entender o que seja salvação, pois ela está muito acima de tudo que conhecemos ou percebamos. É o único processo moral, social e espiritual para alcançarmos a eternidade tranqüila.

 

Os cuidados que a outra dimensão tem, isto é, curas do corpo, da alma e estabilidade social e financeira foram criadas para que esta salvação seja melhor estudada, pois foi um plano criado antes da fundação do mundo, daí o texto que diz sobre o Cordeiro ser sacrificado antes da existência da terra.

 

Precisamos conhecer este plano, pois o que buscamos são as benesses do primeiro plano – terra, no entanto toda esta organização foi montada no segundo céu para nos beneficiar, os anjos administradores, eles não são a prioridade de Deus. Eles existem para nos dá tranqüilidade, tempo, desejo para entendermos e proclamarmos a maior de todas as cartadas criada por Deus – A SALVAÇÃO de seus membros para que seu corpo – A IGREJA seja completa e derrote as hostes nos lugares celestiais contrárias a Ele, A OPOSIÇÃO. Portanto, não temos que lutar contra a carne e nem contra o sangue. Já estão solucionados todos estes problemas através dos ADMINISTRADORES, mas lutamos contra as hostes das maldades nos lugares celestiais.

 

Salvação não é de saúde, bens materiais ou moral – Salvação tem outro significado. Portanto se buscarmos o Reino de Deus e sua Justiça – esta Salvação – as demais coisas serão acrescentadas.

 

Para que sejamos administrados por anjos, precisamos entender que primeiramente é necessário saber o que eles administrarão, portanto precisamos da matéria prima para que estes seres administrem – Salvação e estes são dadas por Jesus. Jesus salva e anjos administram.

 

Obs: verifique também as aulas anteriores.

 

 

Israel Sarlo

www.facebook.com/caminhoeavida