Estudo bíblico

11. mai, 2015

“O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras jamais passarão. Tenham cuidado, para que os seus corações não fiquem carregados de libertinagem, bebedeira e ansiedades da vida, e aquele dia venha sobre vocês inesperadamente. Porque ele virá sobre todos os que vivem na face de toda a terra. Estejam sempre atentos e orem para que vocês possam escapar de tudo o que está para acontecer, e estar de pé diante do Filho do homem". (Lucas 21:33-36).

 

Quando resolvi escrever sobre a ESCOLA DO MESTRE, foi para trazer as MENSAGENS ESCONDIDAS NOS TEXTOS pregados por ELE. É claro que o homem natural jamais entenderá estas BOAS NOVAS, elas foram escritas para os NASCIDOS DE NOVO. Este banquete está a disposição de todos aqueles que com ELE foram batizados em sua morte, mas que também com ELE RESSUSCITARAM em sua RESSURREIÇÃO. Estes textos ou este MATERIAL da ESCOLA DO MESTRE, não podem serem explicados ao pé da letra, pois a “LETRA MATA, MAS O ESPÍRITO VIVIFICA”.

 

No texto de hoje me chama a atenção o versículo 36 quando ELE nos fala de nossa responsabilidade:

- É PRECISO VIGIAR;

- É PRECISO ORAR EM TODO O TEMPO;

- É PRECISO SER HAVIDO DE DIGNIDADE;

- É PRECISO PREVENÇÃO EM RELAÇÃO ÀS COISAS QUE PODEM CARREGAR OS CORAÇÕES DE LIBERTINAGEM, BEBEDEIRAS E ANSIEDADES DA VIDA.

- É PRECISO ESTAR EM PÉ, EM POSIÇÃO DE LUTA DIANTE DO FILHO DO HOMEM.

 

O interessante neste texto, veja o versículo 33, Ele avisa que o céu e a terra passarão, mas as palavras dele sempre estarão acima, tanto do céu como da terra. Claro que fala do céu que cobre a terra.

 

Já no versículo 34, Ele pede algo extraordinário: “... olhai por vós...”. Não manda olhar para este ou aquele indivíduo. Nem mesmo pede que olhe para Ele. Está de pé diante dEle e pronto para qualquer situação sim. E, Paulo nos lembra da necessidade de cada um examinar a si mesmo (1 Coríntios 11:28). Da necessidade de trabalhar com este primeiro homem e agora o Mestre nos leva para este mesmo pensamento: “...olhai por vós...”. Ou seja, cuidado com seu CORAÇÃO:

 

- OS PENSAMENTOS QUE POVOAM SUA MENTE;

- A CONSTRUÇÃO QUE SEUS PENSAMENTOS EDIFICARAM EM SUA VONTADE ;

- A SITUAÇÃO EMOCIONAL QUE SEUS PENSAMENTOS TE LEVARAM A DEPRESSÃO VIA RELIGIÃO e

- A CONSCIÊNCIA DE TUDO ISTO.

 

Se você não tem CONSCIÊNCIA de todos os problemas oriundos em sua ALMA, o seu VIGIAR não terá sentido algum, pois vai continuar orando e os CUIDADOS DA VIDA continuarão e eles, os CUIDADOS, lhe servirão de distração, fetiche que se transformarão em idolatria. E quando descobri que sua religiosidade de nada serviu ou servirá, não haverá mais tempo, pois todo o EXERCICIO que teria que ser feito para que de “PÉ ESTEJA JUNTO DO FILHO DO HOMEM...” será inútil. Você não saberá que “destino” tomar – OS CUIDADOS DA VIDA lhe absorveram todo o tempo.

 

No versículo 35, o MESTRE nos adverte também de “um LAÇO sobre todos os que habitam a face de toda terra”. Se cuidadosamente buscarmos entender este versículo, iremos imediatamente para Hebreus 12:1-2 que fala sobre este LAÇO, vejamos:

 

“Portanto, nós também, pois, que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo EMBARAÇO (Laço) e o PECADO que tão de perto nos rodeia e corramos com paciência, a carreira que nos ESTÁ proposta, olhando pra Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suporta a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus”.

 

É preciso entender os EMBARAÇOS ou LAÇOS e saibamos que existe uma PROPOSTA. Olhe que neste texto aos HEBREUS Ele está assentado como se estivesse nos esperando para a grande VITÓRIA.

 

Que este texto lhe faça refletir mais sobre esta MATÉRIA da ESCOLA DO MESTRE.

 

 

Israel Sarlo

www.facebook.com/caminhoeavida

 

 

4. mai, 2015

A VIDA É UMA ATRIBUIÇÃO TEMPORÁRIA.

 

“Senhor, lembra-me de quão breve é o meu tempo na terra. Lembra-me que dias estão numerados e que a minha vida está indo embora”. (Salmo 39:4)

 

“Estou aqui na terra só por um pouco de tempo.” (Salmo 119:19)

 

Em nossos estudos bíblicos falamos e ainda vamos continuar falando da profundidade do Reino de Deus. Já abordamos sobre a condição da alma e espírito, e em outra aula falaremos sobre a eternização do corpo, pois o que hoje é corruptível se transformará em incorruptibilidade e o mortal na imortalidade. Hoje, no entanto vamos falar um pouco sobre esta profundidade que é o Reino de Deus e sua Justiça, mas para isto vamos à um texto em Romanos 11:33-36 que diz: “Óh profundidade das riquezas, também da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis, os seus caminhos! Porque quem compreendeu o intento do Senhor? Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado? Porque Dele, e por ele, e para ele são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém!”.

 

Antes quero falar um pouco sobre espírito, pois é uma área que ainda não nos aprofundamos muito, quero, portanto dá alguns textos e depois nos aprofundarmos na carta referida e entendermos esta largura e profundidade que o Evangelho nos ensina.

 

Sobre o espírito, é bom entender que ele, o espírito, está pronto, a carne é que é fraca (Mt. 26:41). Este mesmo texto é repetido em Marcos 14:38. Jesus, após sua crucificação, antes da morte, orou ao Pai dizendo que entregava a Ele o seu espírito (Lc. 23:46).

 

É necessário compreender que a afirmação sobre o mortal se revestir de imortalidade, significa que a eternidade está no espírito e que o Evangelho, sendo nosso manual único, ensina-nos que vida abundante está na eternizarão de tudo que é bom, correto e santo (Filipenses 4:7, 8), afinal, Jesus é a primícia, o primeiro a ressuscitar com corpo glorioso e isto está muito claro em Lucas 24: 36-45.

 

Cristo sendo transformado, ou seja, eternizado na alma, no corpo, dando liberdade aos cativos como consta em Efésios (Ef 3:8-21; Ef 4:1-10), constituído nosso Advogado, com os três corpos em um só, advogará aqueles que ainda não passaram pela primeira morte, mas a importância de o cultuarmos em espírito e verdade (João 4:24) e ainda entendermos a importância disto, pois é o espírito que vivifica (João 6:60-63). Aliás, só é possível sirvir ao Mestr Jesus em espírito e em verdade (Rm. 1:9 e Rm. 8:1-17).

 

A BÍBLIA é cheia de metáforas que ensinam a respeito da natureza breve e transitória da vida na terra. A vida é descrita como uma neblina, um corredor rápido, um sopro e um fio de fumaça. A BÍBLIA diz: “...nossos dias sobre a terra são tão transitórios como uma sombra” (Jó 8:9).

 

Para usar sua vida da melhor forma possível, você não deve nunca esquecer duas verdades:

 

1. Em comparação com a eternidade, a vida é extremamente breve;

2. A terra é apenas uma residência temporária. Você não ficará aqui por muito tempo, então não fique muito apegado.

 

Peça a Deus que o ajude a ver a vida na terra como Ele a vê. Davi orou: “Então finalmente pedia Deus: Senhor mostra-me o pouco tempo que me resta aqui na terra. Mostra-me como a vida é curta e eu sou frágil” (Sl 39:4).

 

Estamos aqui somente de passagem – somos apenas visitantes. Forasteiros, peregrinos, estrangeiros, estranhos, visitantes e viajantes para descrever nossa breve estadia na terra. Pedro explicou dizendo: “Se vocês chama a Deus de Pai, levem a vida como residentes temporários na terra” (1ª Pd 1:17).

 

IDENTIDADE CRISTÃ: A palavra adultério tem um sentido bem mais forte. Quando flertamos com as tentações deste mundo, Deus chama isso de adultério espiritual: “Vocês estão traindo a Deus. Se todo o que vocês querem é viver do seu próprio jeito, flertando com o mundo sempre que possível, vocês vão acabar tornando-se inimigos de Deus e do jeito dele” (Tg 4:4).

 

Paulo nos chama para uma imitação real, pois o que imitamos é ilegal. Note: somos chamados para imitar Jesus. Isto significa que hoje o que vivemos é uma caricatura e para que isto saia da imitação para a realidade, precisamos seguir o conselho de Jesus para Nicodemos: “Necessário se faz nascer de novo...

 

O povo de Israel se perdeu exatamente por ter perdido a identidade de nação de Deus. Moisés não entrou na Terra Prometida exatamente por ter descaracterizado o povo judeu (Dt 32).

 

Você tem certeza de ter em sua vida as marcas, a identidade legítima e autêntica de Cristo?

Você pode contar com Ele como seu Advogado?

Você O tem como seu SALVADOR em todos os sentidos de sua vida? Por exemplo:

• em seu casamento;

• com seus filhos;

• em seus negócios;

• na igreja;

• em seu namoro;

• com seu dinheiro etc.?

 

Nossa vida é rápida, passageira – um conto ligeiro – e sendo assim, o que você tem feito em relação a este rápido momento de oportunidade aqui entre todos? E o que você tem feito para alertar as pessoas que são próximas a você?

 

Pense e que hoje tenhamos nossas vidas mudadas pela Palavra de Deus.

 

 

Israel Sarlo

www.facebook.com/caminhoeavida