3. dez, 2016

VIDA -TRIBULAÇÃO - EXERCÍCIO

NOSSA VIDA, NOSSA TRIBULAÇAO E NOSSO EXERCÍCIO DIÁRIO

 

É preciso, antes de qualquer outra palavra, que entendam os ciclos aos quais somos submetidos desde nossa fecundação até a morte e para entender todos estes ciclos vamos usar a ESCOLA APOSTÓLICA e o Paulo de Tarso que nos diz: “Estamos certos de que Deus age em todas as coisas com o fim de beneficiar todos os que o amam, dos que foram chamados conforme seu plano” (Rm. 8:28 versão BKJ).

 

Se partirmos para os versículos 29 e 30 de Romanos 8, Paulo diz: “... aqueles que antecipadamente conheceu, também os predestinou para serem semelhantes à imagem do seu FILHO, a fim de que Ele (Jesus) seja o primogênito entre muitos irmãos. E aos que predestinou, a estes também chamou; e aos que chamou, a estes igualmente justificou; e aos que justificou a estes também glorificou”.

 

Primeiramente precisamos entender a palavra PREDESTINAÇÃO e não DESTINO. Existem duas classes distintas neste texto paulino:

1ª - Os que andam segundo o propósito de Deus e

2ª - Os que não andam segundo este propósito.

Se entendermos esta divisão aí sim, poderemos entender PREDESTINAÇÃO & DESTINO.

 

Os que andam segundo o REINO DE DEUS estão no propósito desta política (em conformidade ao Reino e Justiça de Deus) e consequentemente todas as demais coisas virão em seu benefício – estarão sob a verdade e é esta verdade que os liberta da política do reino humano que está DESTINADO à perdição em todos os ciclos de sua vida.

 

Paulo escreve que todos pecaram e por isto ficaram destituídos da glória de Deus (Rm. 3:23). Todos estão sob o DESTINO da destituição, mas com o resgate da cédula de divida resgatada por Jesus (Cl. 2:14) fomos PREDESTINADOS dentro, sem dúvida, de uma condicional: “aqueles que antecipadamente conheceu, também os PREDESTINOU para serem semelhantes à imagem do seu Filho...”. Estou falando do EXERCÍCIO CRISTÃO ou a transformação das OBRAS DA CARNE pelo FRUTO DO ESPÍRITO (Gl. 5). Se você pensa que exercitar a verdade dentro do EVANGELHO seja uma tarefa simples está enganado, pois uma destas tantas tarefas está o “negar a si mesmo” e isto não é fácil – renunciar a tudo que aprendemos como verdade e escolher algo que não esteja neste plano humano são tarefa para quem “ama a Deus em primeiro lugar...”.

 

Sim, os que resolvem conhecer para serem semelhantes à imagem do seu Filho e se tornem o segundo, terceiro e etc., daí, entre muitos (Rm8:29) e a estes PREDESTINADOS chamados para a justificação e glorificação é que terão que lutar para “não tomarem sua coroa”.

 

Nossa vida é composta de TRIBULAÇÕES, um EXERCICIO DIÁRIO e está escrito que precisamos nos alegrar, não ter felicidade, mas a alegria, pois a TRIBULAÇÃO nos levará à experiência, à paciência e à esperança. O que significa isto? Bem, estamos sendo informados que em todos os ciclos de nossa vida haverá apenas dois caminhos: o CAMINHO DESTINADO aos que andarão sem Deus e o CAMINHO PREDESTINADO para os que resolvem conhecer a Deus.

 

Ambos os CAMINHOS a trajetória se confunde muito. Parecerá como aquele grande campo onde o trigo e o joio foram plantados juntos. São muitos parecidos, mas conhecidos com o tempo com o fruto que darão a entender a diferença entre um e outro.

 

Também os ciclos de nossas vidas não terão muitas diferenças entre a infância, pré-adolescência, adolescência e juventude, apenas os hormônios ocuparão o lugar da “inocência”.

 

Teremos o desconforto nas proibições dos pais, à vontade em ser livres para fazer o que a idade pede e para isto precisamos de ensino, de compreensão e cuidado com as religiões que agem como mordaça e algema para os ciclos primeiros.

 

Quando partimos para a juventude achamos que precisamos nos livrar destas mordaças e algemas e substituímos nossos pais por marido ou esposa ou substituímos as mordaças e algemas, afinal vamos viver com uma pessoa que achamos maravilhosa no namoro e noivado o que não esperamos virá, sem dúvida, no marido que se revelará, quase sempre, como um tutor, senhor, dono da vida do outro. Os filhos virão dividindo ainda mais a individualidade do casal e é neste clima que se instala o caos.

 

Será que casamento é isto? Não! O ACASALAMENTO tem um DESTINO funesto, pois no ACASALAMENTO o homem não se satisfaz com uma só fêmea, e quase sempre a mulher age da mesma forma. Já no CASAMENTO a vida a dois é um exercício CRISTÃO. Somente no CASAMENTO começa o ciclo da cumplicidade, amor, paciência, experiência e esperança. Portanto, é preciso entender que sempre, antecipando o CASAMENTO, vem o ACASALAMAENTO, será preciso transformar paixão em amor, a felicidade em alegria, filhos em herança de Deus e seria bom que todos entendam que no CASAMENTO quem faz a união é Deus. Portanto, unindo Deus o homem não separa, mas no ACASALAMENTO, unindo o homem o homem pode separar. Para uma vida de paz, e isto só poderá ser feito no CASAMENTO, será preciso entender que o EXERCÍCIO agora será a dois e seguindo Paulo, se possível não se ACASALE, mas se não dá, antes ACASALAR que abrasar. Entendeu? Para não ficar com uma ou com outra, com um ou outro, ACASALAR seria a solução e isto é bem religioso, mas Paulo aconselha a ficar só quem não tem natureza para o CASAMENTO, pois CASAMENTO dividirá seu ministério, mas se seu libido não resiste, e você nada pode fazer religiosamente, então se submeta a uma vida a dois, as algemas e o que chamo de mordaça.

 

Eu escolhi me exercitar nas coisas do Pai. Seria possível ou é possível no CASAMENTO? Claro que sim, mas precisaria gastar grande tempo no exercício do conhecer a pessoa na minha parceria e isto gastaria muito tempo e tempo não existe neste mundo que vivemos e estou PREDESTINADO a um lugar onde o tempo não tem sentido e nem um relógio me chamando a atenção com seu tic-tac o tempo todo dizendo que preciso correr e atingir minha meta diária.

 

Casou? Tem filhos? Quer viver juntos? Então case, pois se ainda estiver em seu ACASALAMENTO que foi lindo e abençoado por padre, pastor e etc., cuidado que você será um morto(a) acorrentado(a)  a defunto em todos os demais ciclos de sua vida que ainda lhe reste. Se veja livre. Se liberte ou se CASE e isto não se faz em templos, terreiros e etc.

 

Israel Sarlo

www.facebook.com/caminhoeavida