14. jan, 2017

ESCOLA PROFÉTICA: AIMAÁS & O CUXITA

EXEMPLOS DE PREGADORES DAS BOAS NOVAS 

Gostaria de trabalhar hoje com um dos grandes homens da BÍBLIA. Homem que ocupou vários lugares no exercício do REINO DE DEUS – estou falando do PROFETA, REI INTERINO, SACERDOTE e principalmente o homem que foi responsável na mudança da POLÍTICA TEOCRÁTICA para a POLÍTICA IMPERIAL, quando o povo judeu, imitando os povos bárbaros da época, exigiu um homem que os guiasse e Saul foi escolhido e ungido por SAMUEL, assim como, muito tempo depois, Davi, escolhido por Deus, é ungido por Samuel em pleno exercício do REI SAUL.

 

Não importa o homem ou a unção, o importante sempre esteve e está com a ESCOLHA e a AÇÃO do homem. Não importa o chamado ou o batismo nas águas, ou mesmo sua denominação chamada de cristã, o que importa, sem dúvida, é sua ESCOLHA e seu AGIR na sua chamada, pois “muitos são chamados e poucos escolhidos”. Como entender este texto: “CHAMADOS” & “ESCOLHIDOS”?

 

Samuel, em seu primeiro LIVRO capítulo 18 nos conta uma história fantástica e gostaria que você leia esta história e entenda a grande aula que ela nos dá.

 

Neste capítulo mencionado está o relato de um dos filhos de Davi, homem segundo o coração de Deus – ABSALÃO, morto por Joabe, chefe e comandante do exercito de Davi. Joabe, “tomando três dardos e transpassou com eles o coração de Absalão, estando ele ainda vivo no meio do carvalho” (1º Sm. 18:14).

A morte de Absalão precisava ser noticiada ao REI DAVI, que ficou em seu palácio ociosamente e foi nesta situação, de ociosidade, que Davi cobiçou Berseba, mais tarde mãe do REI SALOMÃO e mulher de Urias, que estava guerreando em favor do rei. A notícia precisava ser dada, mas é bom lembrar que no versículo cinco o rei e pai Davi ordenou a Joabe e a Abisai, e a Itai, para que tratasse brandamente, com amor a Davi ao jovem Absalão e isto não aconteceu.

 

Havia no exército de Davi, capitaneado por Joabe, dois emissários, isto é, dois importantes HOMENS CORREIO – Aimaás e um cuxita. Claro que, Aimaás, filho de Zadoque logo se apresentou para levar a notícia ao rei, no entanto o cuxita foi escolhido e enviado ao rei (vs. 19-21). Inconformado Aimaás queria levar a mensagem, não importava a informação que fosse (v.22). O negócio para Aimaás era correr, era aparecer, mas nunca a mensagem. Ele não sabia do que se tratava ao certo, não tinha informação correta. Nada poderia dar de concreto ao rei quando lá chegasse. 

Aimaás correu logo atrás do cuxita e, como se pode constatar, Aimaás foi mais rápido, passou na frente do cuxita e chegou até ao rei. “Seja o que for, disse Aimaás, correrei. E Joabe disse: Corre. E Aimaás correu... e passou ao cuxita” (v.23).

Tudo indicava ser Aimaás um homem de bem e portador de BOAS NOVAS (v.27). AS BOAS NOVAS, embora duras, duras por tratar da morte do filho do rei, não eram claras e “Gritou, pois, Aimaás: Paz. Inclinou-se ao rei com rosto em terra e disse: Bendito seja o SENHOR, que entregou os homens que levantaram a mão contra o rei, meu senhor” (v.28). Logo o rei pergunta: “Vai bem com o jovem, com Absalão? E disse Aimaás: Vi um grande alvoroço, quando Joabe mandou o servo do rei, e a mim, teu servo; porém não sei o que era” (v.29). Correu em vão o estafeta Aimaás, pois não havia nada de real em suas BOAS NOVAS e a ordem do rei foi que: “Vira-te e põe-te daqui. E virou-se e parou” (v. 30).

 

Um pouco atrás vinha o cuxita que disse: “Anunciar-se-á ao rei, meu senhor, que hoje o Senhor te vingou da mão de todos os que se levantaram contra ti” (v.31). A mensagem fora entregue ao rei que logo buscou detalhes, pois, toda a MENSAGEM DE BOAS NOVAS tem seus detalhes. Não pode estar apenas nos BIOGRÁFICOS, ou nos relatos, os detalhes de toda a verdade. Seria necessário esmiuçar a VERDADE, para que a MENTIRA fosse destruída. Então o rei indagou ao cuxita: “Vai bem com o jovem, com Absalão? E disse o cuxita: Sejam com aquele jovem os inimigos do rei, meu senhor, e todos os que se levantaram contra ti para mal” (v.32). O rei, embora arrasado, triste e a chorar muito e muito perturbado clama: “Meu filho Absalão, meu filho, meu filho Absalão! Quem me dera que eu morrera por ti, Absalão, meu filhó, meu filho!” (v.33).

A reação do rei pai não causou nenhum dano ao cuxita, mesmo que tenha sido dura sua MENSAGEM. O rei sabia e entendia muito bem de MENSAGENS VASIAS e de MENSAGENS COM CONTEÚDO.

Quando busquei servir ao REI dos REIS e busquei e busco trazer, não BIOGRAFIAS BÍBLICAS, mas busco o EVANGELHO – BOAS NOVAS DE SALVAÇÃO. Não importa o que falamos sobre as ESCRITURAS, mas o que dela tiramos de NOVIDADES, por isto as CARTAS APOSTÓLICAS, a ESCOLA DOS PROFETAS e a ESCOLA DO MESTRE nos dizem o que entender e o que dizer para então sairmos para cumprir a MISSÃO DO “IDE” e pregar a toda à criatura.

 

O REI dos REIS mandou seu FILHO para guerrear por nós. Sua guerra branca, sem armas custou sua morte na cruz e existe uma pergunta feita por Pilatos aos judeus, aos escritas e fariseus: “O que farei de Jesus chamado o CRISTO?” O povo responde imediatamente: “Crucifique-o, crusifique-o”. A quem vocês escolhem Jesus ou o ladrão? “Solte o ladrão e CRUCIFIQUE JESUS”.

 

Está escrito em Hebreus (Hb. 6:6) que ainda há muita gente crucificando e levando Jesus ao vitupério e garanto que não são os que nada sabem de Jesus, mas os mesmos religiosos de sempre. Tem muita gente pensando que agindo como agem dentro de seus templos estão levando a MENSAGEM DE SALVAÇÃO para as pessoas. Mas não passam de alunos de Aimaás que corre sem nada de concreto, nada tem para aliviar o coração do REI DOS REIS.

 

Escrever sobre SAMUEL significa APRENDER muito com história e descobrir entre as linhas deste homem de Deus, a consciência e razão das ESCRITURAS.

 

Israel Sarlo

www.facebook.com/caminhoeavida