23. jul, 2017

II Coríntios - Aula 06: EMBAIXADORES E COOPERADORES

Capítulo 6 de II Co

Leitura bíblica: 2ª Co.5:4-20; 6:1-10 e o capítulo 6.

 

Neste capítulo desejamos ver o quinto e o sexto aspecto de uma pessoa que vive na presença do Senhor, no Santo dos Santos. Até agora vimos que tal pessoa é um cativo, uma carta, um espelho, um vaso e uma máquina fotográfica. O quinto e o sexto aspecto de tal pessoa são um embaixador e um cooperador.

 

UM EMBAIXADOR DE CRISTO - O apóstolo Paulo foi um embaixador de Cristo. Um embaixador é alguém que representa a mais alta autoridade. O governo dos Estados Unidos tem muitos embaixadores enviados a muitos países. Esses embaixadores representam o governo dos Estados Unidos. A mais elevada autoridade neste universo é Deus, e Ele deu toda a autoridade, nos céus e na terra, a Cristo (Mt.28:18). Deus designou a Cristo para ser o Rei dos reis e o Senhor dos senhores (1ª Tm.6:15; Ap.17:14). Hoje Jesus é o Cristo, o Senhor de tudo, a mais elevada autoridade. Essa autoridade mais elevada tem necessidade de alguns embaixadores nesta terra que sejam qualificados para representá-lo. O ministério do senhor não é meramente uma questão de ser um pregador ou um mestre, mas de ser alguém que está comissionado com autoridade celestial, representando a mais elevada autoridade em todo o universo. Primeiramente, necessitamos ser capturados por Cristo e, por fim, necessitamos ser representantes de Cristo nesta terra para tratar as nações terrenas como embaixadores

 

Alguns cristãos têm o título “Embaixador de Cristo” impressos em seus cartões de visita juntamente com seu nome. Não somos apenas os cativos de Cristo. Por fim, temos de ser os embaixadores de Cristo, representando-o nesta terra em todos os seus interesses. Você pode pensar que isso é algo grandioso, enorme. Talvez algumas das irmãs pensem que são apenas os vasos frágeis. Podem desejar saber como ser embaixadores de Cristo, representando a autoridade mais elevada nesta terra. Não importa se é irmão ou irmã, todos somos membros  do corpo de Cristo. A autoridade mais elevada é Cristo como cabeça e nós como membros do corpo temos de ser representantes do cabeça. Como representante do cabeça, você é embaixador. Não se considere pequeno ou muito fraco. Ser um embaixador não é uma questão de você ser pequeno ou fraco. Na verdade, temos de ser mais fracos, até mesmo fracos em Cristo (2ª Co.13:4).

 

NÃO VIVER POR AQUILO QUE SOMO OU PODEMOS FAZER, MAS PELA VIDA IMORTAL: O PRÓPRIO CRISTO - Como um embaixador de Cristo, Paulo percebeu que tudo o que havia no seu interior, tudo o que ele era e tudo o que ele tinha era mortal (5:4). Tudo o que está sujeito á morte, é mortal. Nossa sabedoria é mortal e nossa capacidade é mortal. Tudo o que podemos fazer, tudo o que somos tudo o que temos, morrerá. É popr isso que não devemos ter nenhuma confiança naquilo que somos. Temos de perceber que somos seres mortais, mas que Deus tem trabalhado para dentro de nós algo que é eterno, que nunca morrerá, algo que durará para sempre. Por termos recebido o Senhor Jesus e por  ele viver em nós. Possuímos a sua divindade imortal. Por fim tudo no que somos, que é mortal, será “absorvido pela vida” (5:4). A mortalidade será absorvida pela vida divina.

 

Se desejamos representar Cristo nesta terra como seus embaixadores  temos de estar claros de que somos mortais, que tudo o que podemos fazer, tudo o que somos, e tudo o que temos, morrerá. Não devemos viver por nós mesmos. Precisamos perceber que há outra Pessoa em nosso interior. Essa pessoa é a vida imortal, a vida divina (Jo.14:6). Devemos confiar nesta vida, viver por ela e agir por meio dela. Esta vida nos qualifica e equipa para sermos embaixadores de Cristo. Uma pessoa não está qualificada a ser um embaixador de Cristo mediante poder, dom ou conhecimento, mas mediante a vida imortal em seu interior. Precisamos esquecer de nós mesmos, abandonar tudo o que podemos fazer e tudo o que somos, e colocar a nossa confiança em tal vida imortal que é o próprio Deus em cristo. Essa é a primeira qualificação equipando-nos para sermos os embaixadores de Cristo.

 

DESEJOSOS DE AGRADAR A CRISTO - Tendo percebido que temos Cristo como a vida imortal em meu interior, tenho de esforçar-me com um profundo desejo de agradá-lo a todo o tempo (2ª Co.5:9). Se deseja ser um embaixador de Cristo, deve haver um dia em todo o universo em que você toma uma decisão, tomando os céus e a terra por testemunhas, de que agora você é absolutamente por Cristo, e que tem somente um desejo: agradá-lo. Deus trabalhou-se como a vida imortal para dentro de nós, de maneira que não devemos viver por nós mesmos, por tal vida. Agora temos de ser os que anelam agradá-lo.

 

Não quero dizer que você tem simplesmente de consagrar-se. A consagração é algo popular no cristianismo atual. Muitas pessoas nas reuniões de reavivamento podem responder a um chamamento, dirigirem-se á frente e se consagrarem. Podem consagrar-se e, contudo, ainda serem ambiciosas por si próprias e não por Cristo. Portanto, embora se tenham consagrado a Cristo, não podem representá-lo. Precisamos perguntar-nos qual é a nossa ambição hoje. Se desejamos representar Cristo nesta terra como seus embaixadores, devemos orar: “Senhor, tomo os céus e a terra por testemunhas de que meu desejo é um só: apenas agradar-te.”                           

 

CONSTRANGIDOS PELO AMOR DE CRISTO - Em 5:4 Paulo diz que o “o amor de Cristo nos constrange”. Devido ao amor de Cristo constrangê-lo, Paulo foi uma pessoa que viveu para o Senhor (v.15). Outro item que nos equipa para sermos embaixadores de Cristo é o amor constrangedor de Cristo. Devemos ser uma pessoa que é levada adiante pelo amor de Cristo. Em 2ª Coríntios 5:14-15 Paulo fala-nos que o amor de Cristo ao morrer é como ímpeto de muitas águas em nós, compelindo-nos a viver para Ele, acima do nosso próprio controle. Ser constrangido é similar a ser levado por uma forte correnteza de água. O amor de Cristo é tão forte como uma corrente de água que nos vence e carrega-nos. Precisamos ser inundados pelo amor de Cristo. Necessitamos ser constrangido pelo seu amor de forma a não termos nenhuma alternativa. Devemos ser capazes de dizer: “Não tenho outro caminho. Tenho de amar o Senhor pois seu a mor me constrange. Que posso fazer?” Quando chega a inundação, você não tem a escolha de recebê-la ou não. As águas numa inundação não lhe deixam escolha. Todos temos de ser constrangidos pelo amor de Cristo de tal maneira.

 

Devo confessar que orei diariamente, por anos, a fim de que o Senhor me mostrasse seu amor, para que fosse constrangido pelo amor de Cristo. Orava deste modo: “Senhor, constrange-me com teu amor.” Todos necessitamos orar dessa maneira. Os santos jovens que estão em nosso meio precisam perceber que, embora amem o Senhor hoje, ainda estão nas encruzilhadas de sua experiência cristã. Há muitas direções a serem escolhias a serem seguidas por eles. Você pode Ter muitas escolhas, mas uma vez que estiver inundado pelo amor de Cristo perderá todas elas.

 

CONHECER OS OUTROS SEGUNDO CRISTO NO ESPÍRITO - O quarto aspecto de uma pessoa que é um embaixador é não conhecer as pessoas Segundo  a carne, mas segundo cristo no espírito. Nunca devemos considerar nada nem tentar conhecer uma pessoa pela aparência exterior, segundo a carne, mas sempre segundo Cristo no espírito. Suponho que ouça um irmão, que é muito eloqüente, inspirador, e que tem muito conhecimento. Você pode admirar a sua eloqüência e pensar que ele dá mensagens maravilhosas. Se disser isto, significa que você reconhece as pessoas ou constata as coisa pela aparência exterior Segundo a carne e não por Cristo segundo o espírito. Enquanto você o está ouvindo falar, tem de perceber quanto de Deus foi trabalhado nele. Não deve conhecê-lo segundo a sua eloqüência, seu conhecimento, seu dom ou segundo o que ele ensina, mas segundo o espírito. Você tem de perceber se há ou não algo de Cristo, de Deus trabalhando no interior dessa pessoa. Outro irmão pode compartilhar sem qualquer eloqüência, contudo, você percebe que nele existe um grande peso de Cristo. Por isso é que Paulo disse em 2ª Coríntios 5:16: “Assim que, nós, daqui por diante, a ninguém conhecemos Segundo a carne; e , se antes conhecemos a Cristo segundo a carne, já o conhecemos deste modo.” O reconhecimento de fatos e a percepção relativa á pessoa não efetuados segundo a aparência exterior na carne, mas segundo a medida de Cristo no espírito, é a Quarta qualificação de um embaixador de Cristo

 

A igreja necessita de um grupo de pessoas que  possa representar praticamente a Cristo nesta terra. Se deseja ser esse embaixador, você não deve mais viver por aquilo que é ou por aquilo que pode fazer. Você tem de viver pela vida imortal que é o próprio Cristo e tem de ser alguém que deseja muito agradá-lo. Também necessita ser inundado e carregado pelo amor constrangedor de Cristo e aprender a reconhecer os fatos, a discerni-los, não pela aparência exterior, mas pela medida interior de Cristo no espírito. Então você será um embaixador de Cristo representando sua autoridade e interesse nesta terra.

 

UM COOPERADOR DE DEUS __ ATADO A DEUS - O sexto aspecto de alguém que vive no espírito, no Santo dos Santos, é que ele é um cooperador de Deus (6:1). Não é algo fácil ser um cooperador de quem quer que seja. Você pode trabalhar com outras pessoas sem entretanto ser um cooperador. Se dois irmãos desejam serem cooperadores, Deus tem de atá-los juntos. Dois irmãos serem cooperadores é semelhante a ter as pernas amarradas junta, de modo a que passem a ter três pernas em vez de quatro. É difícil as pessoas correm juntas numa “corrida de três pernas”. Se  dois irmãos podem trabalhar de tal maneira são cooperadores.

 

Ser um cooperador de Deus significa estar atado a Deus. Você tem de perder algo de si mesmo nele. Ser meramente um servo do Senhor é mais fácil do que ser um cooperador do Senhor. Pode ser mais fácil servir a um irmão do que ser seu cooperador. Ser um cooperador traz muita escravidão. Posso desejar levantar-me ás seus horas da manhã, mas o irmão que está comigo deseja  ficar na cama até ás quinze para as oito. Uma vez que sou seu cooperador, tenho de esperá-lo. Você pode ter encargo de ir a uma cidade, mas o outro irmão pode ter encargo de ficar em outra cidade. Que fará? Você não pode escapar, pois está atado a ele. Você é seu cooperador.

 

Um cooperador de Deus é alguém que está atado a Deus. Quando Deus trabalha, ele trabalha. Quando Deus anda, ele anda. Quando Deus para, ele para. Você pode ser uma pessoa diligente que deseja fazer mais obra para Deus , mas Deus pode dizer: “Neste momento não quero que você faça mais obra para mim; quero que descanse comigo. Estou descansando, portanto você tem de descansar comigo.” Muitos dos assim chamados servos do Senhor simplesmente não podem suportar  descansar junto com ele. O que a igreja necessita não é de um grupo de obreiros capazes, mas de um grupo de pessoas que estão atadas a Deus, que são cooperadores de Deus. Quando Deus trabalha, você trabalha. Quando Deus descansa, você tem de descansar. Quando Deus recua, você recua. Quando Deus prossegue, você prossegue. Você precede assim porque está atado a ele, como uma unidade.

 

OS SINAIS DE UM COOPERADOR - Precisamos agora ver os sinais que provam que alguém é um cooperador de Deus. A 2ª Epístola aos Coríntios 6:4-10a , Paulo lista dezoito qualificações de um ministro da Nova aliança:

1-na muita paciência,

2-nas aflições,

3-nas privações,

4-nas angústias,

5-nos açoites,

6-nas prisões,

7-nos tumultos,

8-nos trabalhos,

9-nas vigílias,

10-nos jejuns,

11-na pureza,

12-no saber,

13-na longanimidade,

14-na bondade,

15-no Espírito Santo,

16-no amor não fingido,

17-na palavra da verdade e

18-no poder de Deus. 

 

Do meio do versículo 7 até o versículo 10 Paulo fala de três grupos de coisas e de sete tipos de pessoas. Paulo disse que ele recomendava a si mesmo como um ministro de Deus por meio de três grupos de coisas:

1ª- As Armas da Justiça quer ofensivas, quer defensiva;

2ª- Por desonra;

3ª- Por infâmia e por boa fama (vs.7-8).

 

Também se recomendava como um ministro de Deus de sete maneiras, como sete tipos de pessoas:

1-“como enganadores, e sendo verdadeiros;

2-como desconhecidos, e entretanto bem conhecidos;

3-como se estivéssemos morrendo e contudo eis que vivemos;

4-como castigados, porém não mortos;

5-entristecidos, mas sempre alegres;

6-pobres mas enriquecendo a muitos;

7-nada tendo mas possuindo tudo” (v.8b-10).

 

Os versículos de 4 a 10 do capítulo seis mostram-nos as qualificações, as provas e os sinais de um cooperador de Deus.

 

POR INFÂMIA E BOAS FAMA - Se você se considera um cooperador de Deus, precisa perguntar-se se existem ou não infâmias a seu respeito. Já falaram mal de você? Se nunca foi falado, temo que você não seja um cooperador de Deus. Ser fiel em cooperar com Deus faz com que as pessoas falem mal de você. Se realmente é fiel a Deus e comporta-se em unidade com Deus, haverá muita infâmia a seu respeito. Somente os políticos tentam agradar a todos. Muitas pessoas podem atribuir boa fama a um político. Mas se você for um cooperador de Deus, e fiel ao seu objetivo, ofenderá muitas pessoas. Enquanto cooperávamos com o Senhor na China Continental, algumas pessoas diziam: “Eles tem uma obra maravilhosa na China, mas há ‘uma mosca na sopa’”. Quando perguntava a esses tais o que era a mosca na sopa, eles não tinham nada definido a dizer.

 

A infâmia vem dos opositores e dos perseguidores (Mt.5:11). A boa fama vem dos crentes e daqueles que receberam a verdade pregada e ensinada pelos apóstolos. Com o passar dos anos essa tem sido a nossa situação. Temos recebido tanta infâmia como boa fama. Se sempre recebe boa fama, provavelmente você não é honeste e fiel ao Senhor. Se é fiel ao Senhor e honesto para com a igreja e os santos, você receberá tanto infâmia como fama. Devido a estar cooperando com Deus, você receberá a infâmia.

 

Necessitamos aprender a ser cooperadores fiéis a Deus. Precisamos aprender a sofrer, a aceitar todos esses sinais e provas de ser um cooperador de Deus. Quer o Senhor levante, em muitas localidades, santos que estão cooperando com Deus. Por meio dessas pessoas, haverá zelo pelo interesse de Deus nesta terra.

 

www.facebook.com/caminhoeavida

Inscreva-se em nosso canal no Youtube